uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

“As hortas” de Ângela Ferreira no Museu do Neo-Realismo

Edição de 14.05.2009 | Sociedade
As fotografias sobre hortas de Ângela Correia vão estar patentes no Museu do Neo-Realismo, em Vila Franca de Xira. A mostra, no âmbito do ciclo de exposições de arte contemporânea, é inaugurada sábado, 16 de Maio, às 16h00, com curadoria de David Santos, e poder ser vista até 12 de Julho. Em tempo de crise económica e outras ameaças mundiais, Ângela Ferreira regressa à série “hortas”, desenvolvendo um tema que amplia o sentido político e sociológico do seu trabalho. “As fotografias agora expostas no MNR sublinham o significado paradoxal de conceitos como sobrevivência, comunidade, economia e apropriação, observando nas hortas dos arrabaldes de Lisboa uma prática individual que ecoa ainda o sentido político, mesmo que reinventado, de uma "reforma agrária" de espécie urbana”.Ângela Ferreira é uma das artistas portuguesas mais conceituadas da actualidade, tendo representado o nosso país na última Bienal de Veneza, em 2007. Nascida em Maputo, vive actualmente entre Portugal e a África do Sul. O seu trabalho tende a elaborar uma visão crítica sobre as relações culturais e políticas pós-coloniais, reequacionando na pós-modernidade os ditames de uma acção neo-colonial. Nas suas obras objectuais, de dimensão interdisciplinar - frequentemente associadas a textos, fotografias e vídeos - a artista tem-se debruçado sobre a apropriação e desconstrução de espaços e objectos artísticos, desenvolvendo referências políticas e sociais a partir do conflito entre o original e o simulacro, na assunção de uma tempooralidade que metamorfoseia constantemente o valor e o significado da nossa identidade.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...