uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Alberto da Ponte critica direcção do Sporting por quebra de contrato

Alberto da Ponte critica direcção do Sporting por quebra de contrato

Decisão do clube de Alvalade foi “falta de senso e uma grande falta de ética”

O presidente da Central de Cervejas não compreende a rescisão unilateral do contrato de patrocínio que o Sporting tinha com a dona da Sagres até 2011. Alberto da Ponte ainda acredita num volte-face. Se isso não acontecer vai pedir uma indemnização.

Edição de 21.05.2009 | Desporto
O Presidente da Sociedade Central de Cervejas (SCC) não entende o facto de o Sporting Clube de Portugal ter rescindido o contrato que mantinha com a empresa, dona da cerveja Sagres. “Foi um rasgar de contrato. Uma decisão completamente unilateral. Nunca vi ninguém de bem tomar essa decisão e vamos actuar, ainda na vigência desta direcção, porque é a única que pode ser responsabilizada”, garante Alberto da Ponte.Declarações feitas a O MIRANTE, à margem da assinatura do protocolo entre a SCC e a município de Vila Franca de Xira, segunda-feira 18 de Maio, que formalizou a entrega de 130 mil euros à autarquia Vilafranquense, para ajudar famílias carenciadas do concelho.Recorde-se que o Sporting rescindiu com a SCC o contrato de patrocínio que mantinha com a empresa desde 2002 e que terminava só em 2011. “O nosso desejo é continuar o contrato com o Sporting. Mas isto é como um matrimónio. Se não houver acordo de ambos os cônjuges, aquele que decide romper tem que indemnizar”, assegura o presidente SCC.No final do ano passado, a Central de Cervejas reforçou o contrato de patrocínio com o Benfica. Desde essa altura que ficou acordado que a Sagres substituirá o BES nas camisolas, já a partir da próxima época. O clube de Alvalade reclamava tratamento igual, mas a dona da Sagres recusou aumentar a verba atribuída ao clube.O homem forte da empresa sediada em Vialonga tem ainda uma esperança. “Acredito que haja bom senso na nova direcção porque o que reinou na direcção presente foi uma falta de senso, um despiste e sobretudo uma grande falta de ética” confessa.Sobre a possível intervenção da UNICER, cervejeira do norte grande rival da SCC, Alberto da Ponte é claro. “No há mão da UNICER por trás. Inquiri a empresa sobre isso e foi-me dito que, quando assinou pensava que o Sporting não tinha responsabilidades connosco. A administração da UNICER são pessoas de bem. Não iriam colaborar deliberadamente numa loucura destas”, remata o administrador.Tentamos contactar o Sporting Clube de Portugal, mas até ao fecho de edições não nos foi possível obter qualquer reacção.
Alberto da Ponte critica direcção do Sporting por quebra de contrato

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...