uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
“O campo invadindo a vila, uma sensação que não se explica”

“O campo invadindo a vila, uma sensação que não se explica”

Semana da Ascensão de 20 a 24 de Maio na Chamusca

É impossível resumir numa notícia de jornal um programa de uma festa como a Semana da Ascensão na Chamusca, tantas e variadas são as iniciativas. É de 20 a 24 de Maio na Chamusca. A leitura do texto que se segue não dispensa a consulta habitual…do programa.

Edição de 21.05.2009 | Especial Ascensão
José Cid actua quarta-feira à noite no palco principal da Semana da Ascensão na Chamusca. O cantor, natural da vila, está em grande forma. Regressou aos palcos principais do país e vai lançar um CD de originais. Vai ser, garantidamente, um dos momentos altos da festa. O concerto de quinta-feira é de João Chora, outro artista da terra. O espectáculo chama-se “Meu fado, Minha gente”. Com o cantor sobem ao palco músicos de reconhecida qualidade como Rão Kyau, Custódio Castelo e Carlos Menezes, para além dos fandanguistas de Riachos. Os Quinta do Bill regressam à Ascensão e actuam sábado, dia 23.Um dos locais mais frequentados da Semana da Ascensão vai ser a Manga das Largadas. quarta, quinta e sábado ao bater da meia-noite solta-se a ousadia, irreverência e coragem dos mais novos para mais tarde recordar. A espera de toiros, na rua Direita de S. Pedro, na quinta-Feira da Espiga é, como sempre, o momento mítico dos festejos. Uma manhã de espera para uma descarga de adrenalina de breves minutos à passagem dos animais. Um momento que a organização define assim: “o campo invadindo a vila, uma emoção incontida (…) uma sensação que não se explica”. Outro local de encontro é o Palco da Juventude montado no Parque Municipal, por onde vai passar muita música alternativa. Na quinta-feira reúne-se às sete da manhã, no Jardim Joaquim Maria Cabeça, o pessoal que gosta de ir ao campo apanhar a espiga. A missa é no mesmo local às 10h30. Na tarde de 24 de Maio, domingo, no Palco da Juventude actuam os ranchos folclóricos do concelho. O encerramento da festa é no mesmo dia, no palco principal, com o musical “Cantos e Sons da Lusitânia”.
“O campo invadindo a vila, uma sensação que não se explica”

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...