uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
CDU de Azambuja promete lutar por regras mais apertadas nos concursos públicos

CDU de Azambuja promete lutar por regras mais apertadas nos concursos públicos

Apresentados todos os cabeças de lista aos órgãos autárquicos do concelho

A novidade foi a inclusão de David Mendes, arquitecto natural de Aveiras de Cima, como cabeça de lista à Assembleia Municipal. O candidato terá como número dois António José Rodrigues, natural de Manique do Intendente. O candidato à vice-presidência de câmara é José Elias Fernandes, de Aveiras de Cima.

Edição de 28.05.2009 | Política
A CDU quer apertar as regras de selecção dos concursos públicos para a Câmara Municipal de Azambuja. António Nobre, que foi apresentado no Domingo em Manique do Intendente como cabeça de lista à autarquia, defende a criação de mais mecanismos que garantam “a aplicação os princípios isenção e imparcialidade” nos concursos públicos organizados pela edilidade. O candidato que é actualmente vereador, falou a O MIRANTE à margem da apresentação dos cabeças de lista à câmara municipal, assembleia municipal e juntas de freguesia e considera que a autarquia azambujense falha em “questões básicas que qualquer autarca deve ter sempre presente”. O actual vereador comunista recordou o recente chumbo pelo Tribunal de Contas do concurso público para uma futura escola de primeiro ciclo do ensino básico em Azambuja, descrito pelos juízes que assinaram o despacho como “feito à medida” de uma empresa de que era proprietário um antigo administrador da empresa municipal responsável pelas obras públicas. “Enquanto estas regras não forem respeitadas, haverá uma desconfiança dos cidadãos perante a actividade administrativa e os eleitores verão cada autarca como um aldrabão, o que não corresponde à verdade”, denunciou o candidato. António Nobre criticou ainda a privatização dos serviços de água e saneamento básico no concelho de Azambuja. Segundo o candidato, a adesão do município à empresa Águas do Oeste levou a uma escalada dos preços daquele serviço. “Começaram a surgir na câmara pedidos de cidadãos para pagar a água a prestações”, apontou. O candidato criticou ainda a atitude da câmara municipal na contestação ao encerramento do serviço de atendimento permanente de Azambuja, que considerou como “tiros de pólvora seca”. A novidade foi a inclusão de David Mendes, arquitecto natural de Aveiras de Cima, como cabeça de lista à Assembleia Municipal. O candidato terá como número dois António José Rodrigues, natural de Manique do Intendente. O candidato à vice-presidência de câmara é José Elias Fernandes, de Aveiras de Cima. João Couchinho, lider da concelhia comunista garante que a coligação já conseguiu garantir 124 dos cerca de 140 candidatos necessários para concorrer a todos os órgãos autárquicos. Do total de candidatos, meia centena não são militantes do partido.Os candidatos às assembleias de freguesia foram também apresentados na sessão. Justino Oliveira e Herculano Martins, presidentes das juntas de freguesia em Aveiras de Cima e Manique do Intendente, candidatam-se a novo mandato. Nas outras autarquias, são várias as novidades. Mara Oliveira, 27 anos, é a mais jovem cabeça de lista da coligação e concorre em Alcoentre. Alexandre Travessa, como independente, é candidato em Aveiras de Baixo. À freguesia de Azambuja concorre Carlos Rebelo. Joaquim da Ponte, é o candidato da CDU na Maçussa. Joaquim Isidro é o cabeça de lista da coligação em Vale do Paraíso. Para Vila Nova da Rainha, a coligação escolheu Jorge Figueiredo. António Jacinto concorre em Vila Nova de São Pedro. A CDU concorre às eleições autárquicas de 2009 em Azambuja, partindo da condição de terceira força política do concelho. Em 2005, a coligação, liderada por António Nobre, conseguiu 18,5 por cento dos votos, atrás do PS, que venceu a eleição com maioria absoluta, 52, 7 por cento, e do PSD, que obteve 22, 7 por cento da votação.
CDU de Azambuja promete lutar por regras mais apertadas nos concursos públicos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...