uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Electromobiladora da Torre a vinte minutos de Santarém

Electromobiladora da Torre a vinte minutos de Santarém

Electrodomésticos de elevada qualidade a preços convidativos
Edição de 29.07.2009 | Economia
A Electromobiladora da Torre, localizada na Estrada Nacional 3, em Torre do Bispo, concelho de Santarém - a 20 minutos do centro da capital de distrito - dedica-se à venda de electrodomésticos para o lar e efectua também o encastre dos equipamentos. Num espaço de três mil metros quadrados os clientes encontram todos os artigos para o lar. Loiças, torradeiras, varinhas mágicas, aspiradores, frigoríficos, máquinas de lavar roupa e loiça, televisores, LCD, esquentadores, etc... Paulo Santos é o administrador e fundador da Electromobiladora da Torre. O empresário explica que a empresa começou por ser um pequeno negócio de família vocacionado para a assistência técnica que era a verdadeira paixão do administrador: a assistência técnica. Situava-se numa pequena casa do outro lado da estrada.A Electromobiladora da Torre foi crescendo e começou também a realizar trabalhos de assistência técnica em casa dos clientes. “Foi quando os clientes começaram a perguntar se na loja não havia electrodomésticos novos que comecei a perceber que estava ali uma oportunidade de negócio que eu podia explorar”, explica a O MIRANTE.Paulo Santos resolveu investir e arranjou novas instalações. A funcionar há cerca de 17 anos, a Electromobiladora da Torre começou com o novo negócio de comércio há aproximadamente seis anos. Até 2006 conciliou a parte comercial com a assistência técnica, altura em que Paulo Santos decidiu dedicar-se em exclusivo à venda.O empresário conta que a Electromobiladora da Torre foi pioneira num tipo de negócio que actualmente está muito em voga. Há cerca de uma década começou a apostar no conceito outlet, ou seja, na comercialização de equipamentos novos que, por algum motivo, têm algum defeito estético. Actualmente são os que têm mais saída. “Acontece muitas vezes electrodomésticos novos serem amolgados com o transporte mesmo quando vêm da fábrica, ou ficarem lascados. Antigamente não se aproveitavam, mas hoje vendem-se com a mesma garantia que os que estão em perfeitas condições. Não têm qualquer defeito técnico e têm a vantagem de se poderem vender a um preço muito mais agradável”, refere.Paulo Santos lamenta o facto das pessoas comprarem apenas nas grandes cidades quando, na sua opinião, existem muitas e boas lojas nos arredores. “Compreendo que é mais fácil irmos às grandes superfícies que estão mesmo perto de casa, mas nos arredores também existem produtos de grande qualidade e, na maioria das vezes, a preços mais baixos”. Quanto a mudar a empresa para ter mais clientes diz: “Não abdico do sossego e da pacatez da aldeia”.
Electromobiladora da Torre a vinte minutos de Santarém

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...