DEZ SORRISOS PARA 2010 | 06-01-2010 15:23

“A melhor notícia para Tomar era a conclusão do traçado do IC9”

“A melhor notícia para Tomar era a conclusão do traçado do IC9”
A melhor notícia que o médico tomarense Manuel Bento Baptista, 77 anos, poderia ler nas páginas de O MIRANTE em 2010 era aquela que dava conta da conclusão do traçado do IC9, ligando Tomar à Nazaré. “Tomar tem que lutar pelas vias de comunicação que estavam projectadas e pela divulgação ao nível do turismo da marca dos Templários. Isso só se consegue com o IC9 que estava projectado e que tem forçosamente que se fazer”, salienta, revelando a existência de uma pequena monografia, escrita em 1933 por Vieira Guimarães, onde este já falava da importância da ligação entre Tomar, Alcobaça, Batalha e Nazaré “porque estava a chegar uma nova indústria chamada turismo”.O ano de 2009 não deixou saudades a Bento Baptista. As razões são de natureza económica, social mas, sobretudo, de natureza política. “Fui um dos fundadores do PSD em Tomar pelo que não me agradou, de sobremaneira, os resultados das eleições”, confessou a O MIRANTE à mesa do café Paraíso, um dos mais emblemáticos de Tomar. Para Bento Baptista, os resultados seriam melhores caso o PSD tivesse tido capacidade para se ter apresentado a escrutínio. “Não foram os outros partidos que ganharam, foi o PSD que perdeu quando poderia ter ganho as eleições com uma maioria consistente. E perdeu ainda mais quando não quis negociar os resultados das eleições”, salienta numa óbvia crítica ao acordo de gestão autárquica partilhada entre PSD e PS que surgiu após as eleições. Mesmo assim, Bento Baptista diz que conserva “ânimo suficiente” para pensar que Tomar pode continuar a desenvolver-se em 2010, dado existirem muitas obras para executar já com verbas comunitárias garantidas. A notícia, a nível nacional, que mais marcou o conhecido médico, que esteve ligado durante muitos anos à organização do Congresso da Sopa, também foi política e pela negativa, nomeadamente as que saíram sobre as divisões internas do PSD nacional. “Tenho esperanças de que, tal como referido na mensagem de Ano Novo do Presidente da República, haja bom senso suficiente e uma convergência dos partidos no sentido do bem comum”, ressalva considerando que só assim o país pode sair do estado de letargia em que se encontra. Em relação à noite da passagem de ano, Bento Baptista confessa que, tal como no Natal, assinala a efeméride com a família mais chegada, não ligando muito às tradições. “Há muitos anos que não como passas (de uva) porque tenho passado tantas coisas que chego ao fim do ano e não quero nada que me lembre do que ainda tenho que passar”, refere bem-humorado.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo