DEZ SORRISOS PARA 2010 | 06-01-2010 16:14

O desejo de um cortejo histórico em homenagem aos resistentes de Alhandra

O desejo de um cortejo histórico em homenagem aos resistentes de Alhandra
Augusto Sacadura é um apaixonado pela freguesia de Alhandra, concelho de Vila Franca de Xira. Nascido e criado nas ruas da vila plantada à beira Tejo dedicou-se nos últimos anos à recolha de milhares de documentos e notícias sobre a sua terra.Sentado no sofá de sua casa, na companhia do seu neto – a que chama carinhosamente de “campeão” – revela um dos desejos para o ano que agora começa. “Gostava de ver os meus livros publicados pois retratam a história de Alhandra”, confessa orgulhoso e esperançado que apareça alguém interessado na publicação dos seis volumes compilados.Hoje com 73 anos, refere bem disposto que 2009 não deixa muitas saudades. Principalmente por aquilo que ficou por fazer em Alhandra. “O arranjo final da Rua Baptista Pereira, as obras nos fortes da linhas de torres e a construção de uma escadaria que desse acesso aos monumentos”, salienta.Ainda sobre o assunto, que muito tem defendido, deixa ainda uma outra sugestão para 2010. “Era bom que se fizesse um cortejo histórico em homenagem aos resistentes de Alhandra já que este ano celebramos os 200 anos das Linhas de Torres”, afirma Augusto Sacadura.Recorda que passou a passagem de ano em pleno Minho, nas termas de Monção com a esposa e na viragem do ano pediu saúde para todos e que o clima social melhore. De 2009 a nível nacional, relembra com satisfação a vitória do PS nas últimas eleições legislativas. Internacionalmente preocupa-o as cheias que têm ocorrido um pouco por todo o mundo, fruto das alterações do clima.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo