uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Fundos de acções portuguesas superam desempenho do PSI 20 em 2009

Edição de 06.01.2010 | Economia
Os oito fundos de acções portuguesas à venda no mercado obtiveram uma rentabilidade média de 42 por cento no ano passado, 8,5 por cento acima da subida de 33,5 por cento do índice de referência, o PSI 20.O fundo de investimento mobiliário Santander Acções Portugal liderou os ganhos, ao valorizar 48,4 por cento em 2009, seguido pelo Espírito Santo Portugal Acções, que ganhou 46,42 por cento, e pelo Barclays Premier Acções Portugal, que progrediu 46,04 por cento, de acordo com dados da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento Pensões e Patrimónios (APFIPP) e da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a que a agência Lusa teve acesso.Depois, surgem os fundos Alves Ribeiro Médias Empresas (do Banco Invest), Banif Acções Portugal, BPI Portugal e Millennium Acções Portugal, com subidas de 44,57 por cento, 40,59 por cento, 39,62 por cento e 37,52 por cento, respectivamente.Apenas o fundo Caixagest Acções Portugal teve um desempenho inferior ao do PSI 20 ao longo dos últimos 12 meses, ao avançar 32,5 por cento nos últimos 12 meses, contra os 33,5 por cento do principal índice da bolsa portuguesa, que registou a maior valorização dos últimos doze anos.Alargando o período de análise para os últimos cinco anos, os fundos do Santander Totta e do BES mantêm as suas posições cimeiras, com rentabilidades superiores a 35 por cento, seguidos de perto pelos fundos do BPI e do BCP, que cresceram ambos mais de 33 por cento.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...