uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Ciclista atropelado junto à rotunda de Castanheira do Ribatejo

Ciclista atropelado junto à rotunda de Castanheira do Ribatejo

Delfim Fernandes, que continua internado, partiu quatro costelas
Edição de 06.01.2010 | Sociedade
No dia 30 de Dezembro Delfim Fernandes foi atropelado por um camião, quando seguia de bicicleta na passagem aérea que liga a rotunda da Castanheira do Ribatejo à estação de comboios. O ciclista esteve encarcerado cerca de uma hora, mas sobreviveu ao acidente apenas com fractura de quatro costelas.Delfim Fernandes, 46 anos, seguia de bicicleta na passagem aérea junto à rotunda da entrada da Castanheira do Ribatejo quando foi atropelado, perto das 17h40 do dia 30 de Dezembro, por um camião de mercadorias, que circulava no sentido da estação de comboios.O morador do Bairro Social ficou encarcerado com a bicicleta por baixo da cabine do camião, com a cabeça a apenas três centímetros da roda da frente e as pernas cruzadas no eixo da frente.Custódio Fernandes nem quer acreditar na sorte que o irmão teve. “O camionista nem o viu. Passou-lhe por cima da bicicleta e ainda o arrastou uma boa dezena de metros. Só quando ouviu o barulho da bicicleta a arrastar é que parou!”, explica ainda incrédulo. “O meu irmão explicou-me que se agarrou à grelha do camião para se salvar”, acrescenta.Treze bombeiros e duas ambulâncias acorreram prontamente ao local e demoraram cerca de uma hora para conseguir libertar o sinistrado, sendo necessária a utilização de um equipamento hidráulico para fazer o levantamento da cabine do pesado e soltar o ciclista, que esteve sempre consciente durante toda a operação.“Passam aqui muitos camiões a caminho das fábricas e às vezes vêm com velocidade a mais e nem vêem quem vem na estrada”, acusa José Matos, morador na Castanheira do Ribatejo e que assistiu à operação dos bombeiros. Apesar do grande aparato da situação, Delfim Fernandes foi transportado ao Hospital de Vila Franca de Xira, onde continua internado apenas com fractura de quatro costelas. Para o bombeiro António Lopes “foi um milagre ter sobrevivido. A bicicleta devia ser emoldurada e pendurada em algum lado para ele se lembrar sempre da sorte que teve”.
Ciclista atropelado junto à rotunda de Castanheira do Ribatejo

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...