uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Empate foi o castigo merecido para quem tanto falhou

Empate foi o castigo merecido para quem tanto falhou

Inépcia atacante e desconcentração defensiva roubaram dois pontos

O sétimo lugar da classificação geral do Campeonato Principal do Distrito de Santarém estava em jogo, na partida que opunha a Associação Desportiva Fazendense ao Estrela Ouriquense. À equipa de Fazendas de Almeirim só a vitória interessava, mas os seus jogadores falharam tantas oportunidades de golo que o empate 1-1 acabou por ser um castigo merecido.

Edição de 13.01.2010 | Desporto
A tarde de frio intenso que se fez sentir domingo não impediu que uma centena de espectadores se deslocasse ao campo de futebol do Complexo Desportivo José Sousa Gomes, em Fazendas de Almeirim, para assistir ao jogo Fazendense – Estrela Ouriquense. Um jogo que valeu apenas pela emoção produzida pela incerteza no resultado.O Fazendense foi superior durante todo o jogo, os seus jogadores criaram e desperdiçaram uma boa mão cheia de oportunidades de golo. Marcaram aos 20 minutos por intermédio de Tocha, que aproveitou um ressalto e à entrada da área rematou forte e a bola entrou na baliza do Ouriquense sem que o seu guarda-redes pudesse fazer algo para o evitar.A equipa do Estrela Ouriquense vinha bem organizada, o seu treinador, João Mourinha estava consciente de que o empate seria um bom resultado e organizou bem a sua defesa, mas o golo sofrido ainda cedo, acabou por obrigar a mexer na estrutura montada e a equipa passou por lances de grande perigo, só o dia não dos fazendenses evitou males maiores. Mas a equipa do concelho do Cartaxo teve uma virtude acreditou sempre que era possível levar pelo menos um ponto e manteve-se na luta até ao fim. E já no segundo minuto do período de compensação dado pelo árbitro chegou à igualdade. Lance rápido de contra ataque, uma grande passividade dos jogadores de Fazendas de Almeirim, e a bola a chegar aos pés de Afonso, que completamente desmarcado na esquerda não teve dificuldade em bater Pedro Miguel.Desilusão total do treinador Filipe RegoNo final do jogo a desilusão era total no rosto do treinador do Fazendense, Filipe Rego, que concordava plenamente com o castigo merecido que a sua equipa teve. “Quem joga da forma displicente como a minha equipa jogou, merece este castigo”, disse desalentado.Filipe Rego não começou a época no Fazendense, entrou à sexta jornada a substituir o técnico Afonso Alves, que tinha saído porque não tinha um plantel para disputar um campeonato tão complicado com é a Divisão Principal de Santarém. “Este plantel não é o que eu desejava nem foi escolhido por mim, foi o que encontrei quando substitui o Afonso Alves, tenho tentado motivá-los temos feito alguns progressos, na altura em que tomei conta da equipa tínhamos zero pontos, agora temos 14, é pouco, mas é o possível, com este grupo”, admitiu.“O futebol é isto, quem não marca sujeita-se ao que acabou por acontecer. Quem facilita tanto como facilitámos na parte final, não merece ganhar. Vai ser penoso até ao fim, vamos ter que lutar muito para não descer de divisão. Já não é possível ir buscar reforços, temos que encontrar soluções dentro do plantel que temos. Não vai ser fácil”, garantiu.Do outro lado tudo era diferente. O treinador do Estrela Ouriquense, João Mourinha estava bastante satisfeito com o empate. “Estava em disputa o sétimo lugar, precisávamos pontuar, por isso o empate para nós foi excelente”, garantiu.A época passada o grupo de trabalho passou por algumas dificuldades, só já no início desta época é que a direcção conseguiu arranjar dinheiro para pagar os subsídios. “Este ano as coisas bastante melhores ao nível financeiro. Mas não dá para ir buscar reforços, temos que continuar a lutar com o que temos, e acredito plenamente que os objectivos de manutenção vão ser cumpridos”, garantiu o treinador, João Mourinha.
Empate foi o castigo merecido para quem tanto falhou

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...