uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Grupo Desportivo de Azambuja presta homenagem a dirigentes, sócios e desportistas

Grupo Desportivo de Azambuja presta homenagem a dirigentes, sócios e desportistas

V Gala do Desporto assinala 60º aniversário do clube que tem mais de três centenas de atletas

Sócios, dirigentes e desportistas que se destacaram em 2009 foram homenageados na V Gala do Desporto do Grupo Desportivo de Azambuja. Uma cerimónia que assinalou o aniversário do clube que está há 60 anos ao serviço da população.

Edição de 13.01.2010 | Desporto
José Manuel Braz, sócio e emblema de prata do Grupo Desportivo de Azambuja (GDA), foi distinguido pelo clube com o prémio “Excelência”. A entrega dos troféus referentes a 2009, que decorreu durante a V Gala do Desporto, no âmbito das comemorações dos 60 anos do GDA (ver caixa), decorreu na noite de sábado, 9 de Janeiro, no Pavilhão Municipal de Azambuja que encheu para assistir à cerimónia de homenagem a dirigentes, sócios e desportistas. O galardoado foi praticante de futebol na categoria de juniores e muito cedo enveredou pelo dirigismo associativo fazendo parte dos órgãos sociais do GDA e de outras associações do concelho. O ex-vereador da Câmara de Azambuja foi um dos impulsionadores da prática desportiva e cultural do concelho nos pós 25 de Abril. João Alves, secretário da direcção, emblema de prata, antigo atleta do futebol e seccionista - uma “referência no meio associativo da terra” - levou para casa o troféu de “Dirigente do Ano”. O galardão de “Seccionista do Ano” foi entregue a Alexandre Rodrigues, um dos elementos da pesca desportiva, sócio do GDA e grande impulsionador do regresso da modalidade ao clube. O “Sócio do Ano” é Henrique Ribeiro, cumpridor das suas obrigações enquanto associado do clube e apoiante incondicional da prática desportiva promovida no clube. Foi também reconhecido como “um voluntário sempre disponível a auxiliar o seu semelhante”. É, segundo o clube, “sempre o primeiro associado a liquidar a sua quotização cumprindo por isso com a regra mais elementar do dever do associado”. O troféu de “Treinador do Ano” foi atribuído à dupla Jorge Belo e António Jorge Santos, antigos atletas do futebol e futsal do clube, que contribuíram para o sucesso alcançado pela equipa de infantis do clube que ascendeu a época passada à primeira divisão do seu escalão. “São um exemplo de como se deve trabalhar em equipa, de forma solidária, consciente e responsável com enorme paixão pelo GDA e pela formação”.O “Atleta do Ano” é Filipe Lucas, praticante de karate e o mais medalhado a nível nacional e internacional tendo obtido os títulos nacionais individuais e juniores e seniores. Foi igualmente medalha de bronze nos campeonatos do mundo e vice-campeão da Europa na época 2008/ 2009. O prémio de “Atleta Revelação” foi atribuído a dois jovens. João Vicente, praticante de tiro com arco, atleta “dedicado e empenhado fazendo do seu trabalho a grande arma que lhe tem proporcionado a obtenção de diversos lugares no pódio nos campeonatos nacionais em que tem participado tendo como melhor resultado o título de vice-campeão nacional de juniores obtido no ano anterior”. Ricardo Patrício, praticante de futsal do GDA, na categoria de juvenis passou por todos os escalões de formação e habituou o público a “exibições de grande fulgor técnico e espectacularidade”.José Nalha Cruz levou para casa o troféu “Carreira Prestígio”. Foi atleta do GDA durante mais de duas décadas e capitão de equipa. O “grande capitão” distinguia-se pela sua entrega ao jogo, capacidade de luta e de sacrifício em prol da equipa. “Era uma referência como jogador e desportista para quem queria ascender naquela altura à equipa principal do GDA. Quando as coisas não corriam de feição era o primeiro a arregaçar as mangas e a preparar a reviravolta dos acontecimentos rumo à vitória do GDA.O troféu “Saudade” foi entregue a Palmira Garanhel, sócia fundadora do GDA que participou na assembleia e aprovou os estatutos e primeiros órgãos sociais. “A nossa fundadora é um exemplo pelo muito que contribuiu para o movimento associativo da sua terra e para as mulheres de hoje tendo em conta que naquela altura não seria nada fácil a um mulher entrar no mundo dos homens, ter poder de intervenção e decisão na vida social e colectiva”, reconheceu o grupo.Obras de remodelação do pavilhão arrancam este semestreAs obras de remodelação do pavilhão do Grupo Desportivo de Azambuja (GDA) vão arrancar este semestre. O presidente da direcção do clube, Alexandre Grazina, considera que a renovada infra-estrutura dará resposta às necessidades do GDA dos próximos 15 ou 20 anos em termos de prática desportiva e diversos níveis competitivos. “É uma obra que vai ser marcante para o clube e projectá-lo com maior dimensão”.A obra, que vai rondar os 400 mil euros, vai ser integralmente suportada pela câmara municipal. “Vamos fazer o empréstimo, mas a câmara mensalmente vai disponibilizar a verba”, explica Alexandre Grazina. Com a obra o clube vai ganhar ginásios para as modalidades de artes marciais, ginástica e dança e ainda um ginásio para musculação. O espaço terá gabinetes para todas as secções e sala de direcção. Um corredor para tiro com arco, sala multimédia para os sócios e sala de jogos são outras das novidades. O novo pavilhão terá bar restaurante, esplanada no primeiro andar, novas bancadas e condições para acolher pessoas com dificuldades de mobilidade.O GDA quer continuar a alcançar bons resultados e a ter mais atletas. E por isso o clube estendeu a colaboração às instituições da freguesia: Santa Casa da Misericórdia e Centro Social e Paroquial de Azambuja. No total são 800 crianças entre os três e os 11 anos. “É fundamental que consigamos chegar lá não só para contribuir para a sua formação desportiva e intelectual, mas acima de tudo para conseguirmos captar atletas para continuar o trabalho que tem sido feito”, assegura o dirigente do clube com três centenas de atletas e que no espaço de cinco anos quer duplicar o número de praticantes das várias modalidades. “Registamos a adesão de muitas mulheres na faixa etária acima dos 30 anos que estão a descobrir a ginástica, o que é muito positivo”.Alexandre Grazina lembra que o objectivo do clube é crescer e valorizar a terra. “O maior veículo de promoção de uma localidade e região é o desporto. Antigamente havia a ideia de que o futebol era dos mais que tinham mais baixo nível, mas hoje vemos as mais prestigiantes figuras dos países a viver o futebol com grande paixão e a fazer coisas que o cidadão comum faz. Como colectividade podemos contribuir para a divulgação da terra. Queremos assumir as responsabilidades e mais apoio para que isso aconteça”. As comemorações do aniversário, que se prolongam durante o mês de Janeiro, continuam este sábado, 16, com um jogo de futsal (Infantil/juvenil) marcado para as 16h00. GDA enfrenta a equipa de S. Julião do Tojarl para jogar de seguida, às 17h30, com Loures. No pavilhão municipal, às 21h00, há sarau de modalidades com dança, ginástica, futsal, futebol, karate, taekwondo e tiro com arco. Haverá ainda homenagem a todos os atletas internacionais do GDA e respectivos treinadores, tal como a evocação da comissão organizadora do campeonato nacional de fundo de ciclismo que decorreu em 1977.
Grupo Desportivo de Azambuja presta homenagem a dirigentes, sócios e desportistas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...