uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Aprendizes de cozinha e economia familiar

Aprendizes de cozinha e economia familiar

Edição de 20.01.2010 | Primeiro Plano
Na Associação de Bem Estar Infantil de Vialonga (ABEIV), concelho de Vila Franca de Xira, promovem-se workshops de cozinha, como actividade de ocupação dos tempos livres para os jovens. Além de aprender todos os truques dos mestres de culinária, os jovens recebem também noções de economia familiar. Hoje há rissóis de legumes. A massa foi esticada pelo Hélder Furtado (à direita). O aprendiz de cozinheiro tem 11 anos e diz que as aulas fizeram com que neste Natal já conseguisse ajudar a mãe a fazer os doces. “Aprendemos a fazer sonhos de Natal, que foi o que mais gostei de fazer”, diz com um sorriso. Os doces parecem ser as receitas privilegiadas dos mais jovens. Inês Santos, 10 anos, (terceira à esquerda na foto) confessa ser gulosa e o doce de abóbora foi o que mais gostou de preparar. Por vezes os jovens vendem os doces que fazem durante os workshops e angariam dessa forma fundos para fazer passeios e acampamentos aos fins-de-semana. É uma forma de recompensar o esforço e também de aprenderem a gerir o orçamento que têm. Na ABEIV aprendem também a importância de ter uma alimentação saudável, mas Cristiano Granja, de 11 anos, confessa que apesar de saber toda a teoria, a comida que mais gosta “são mesmo as cachorros e as pizzas”. A professora deste grupo de jovens é Maria João Mota, 44 anos, que vai passando as experiências aprendidas a estes cozinheiros de palmo e meio. “Estes workshops são importantes porque proporcionam vivências quotidianas que as pessoas da minha idade tinham com os nossos avós, mas que eles não têm porque os pais não têm essa disponibilidade”, explica. Patrícia Cunha Lopes
Aprendizes de cozinha e economia familiar

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...