uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Câmara do Cartaxo paga seis subsídios em atraso à APAAC

Associação de protecção dos animais abandonados quer apoio em projectos
Edição de 20.01.2010 | Sociedade
A Associação de Protecção dos Animais Abandonados do Cartaxo (APAAC) recebeu em Dezembro seis meses de subsídio mensal que tinha em atraso da Câmara do Cartaxo. A situação foi confirmada pelo presidente da autarquia, Paulo Caldas (PS), na última reunião do executivo após o vereador da CDU, Mário Júlio Reis, ter questionado por que motivo as ordens de pagamento à associação não constavam dos documentos. A APAAC recebe da autarquia cinco mil euros mensais para desenvolver a sua actividade de recolha e tratamento de animais para o canil municipal. O presidente da associação, Veladimiro Elvas, confirma que houve atraso nos pagamentos e que tudo ficou resolvido no final de 2009.“Foi uma situação que nunca nos tinha acontecido e que esperamos que não se venha a repetir, já que as contas da APAAC entraram no vermelho e tivemos que pagar juros, além de alguns atrasos em relação às Finanças e Segurança Social. Tive uma reunião com o senhor presidente da câmara na segunda-feira para planear o ano de 2010”, refere Veladimiro Elvas, sublinhando que tem de haver uma regularidade nos pagamentos.Para o presidente da APAAC, é também importante que se consiga dar resposta aos projectos que tem mente para não depender do subsídio mensal proveniente da autarquia. É o caso do hotel para animais que a associação pretende construir num terreno municipal ao lado do canil, mas também um centro oficial de recepção de carcaças de animais, antes de serem enviadas para uma unidade de incineração em Coruche. “São projectos que dariam grande autonomia financeira à APAAC para fazer o seu trabalho”, garante Veladimiro Elvas.Na reunião de câmara de 12 de Janeiro, Paulo Caldas reconheceu o trabalho efectuado pela APAAC e referiu que o trabalho da associação só ficará complete quando for possível completar as instalações e montar um forno crematório no canil em 2011.Serviço de recolha 24 horasVeladimiro Elvas compara a actividade da APAAC com serviços similares da Câmara de Lisboa. Em 2005 os serviços da câmara da capital capturaram 2.600 animais para um canil onde têm 100 a 150 animais. Conta com 19 funcionários e uma dotação orçamental de 500 mil euros. A APAAC recolheu em 2005, 1300 cães no concelho do Cartaxo, tem regularmente o mesmo número de animais no seu canil, recebe 60 mil euros por ano e conta com três funcionários. “A juntar a esses dados fazemos um serviço de 24 horas neste e noutros concelhos, além de recolher animais na A1 entre Santarém e Sacavém e também no eixo da ponte da Lezíria e A13 junto a Coruche”, realça.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...