uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Estrada que liga Cartaxo a Santana em péssimo estado

Estrada que liga Cartaxo a Santana em péssimo estado

Empreitada de alcatroamento suspensa faz sofrer condutores
Edição de 20.01.2010 | Sociedade
O troço da Estrada Nacional 3-3, que liga a zona industrial do Cartaxo à localidade de Santana, junto à Linha do Norte, é um suplício para os muitos condutores que ali passam diariamente. Desde Setembro que a repavimentação daquele troço de cerca de três quilómetros está suspensa porque o Tribunal de Contas exigiu que a Câmara do Cartaxo prestasse capacidade financeira para efectuar a empreitada. O mesmo sucedeu ao alcatroamento da ligação entre Vila Chã de Ourique e o nó de acesso directo à A1. Ambas as empreitadas estão paradas.Além de grande parte do troço até Santana ter uma das faixas de rodagem esventrada, há buracos um pouco por todo o lado, crateras de assinalável profundidade que a chuva ajudou a cavar. A meio do trajecto, numa zona de buracos maiores, apenas dois sinais de limitação de velocidade a 30 km/hora servem de aviso em cima do “acontecimento”. De passagem pelo local, alguns condutores em andamento disseram à reportagem de O MIRANTE: “Mostrem esta vergonha!”. A via é muito utilizada por moradores do concelho do Cartaxo e de Salvaterra de Magos que atravessam no Tejo na ponte Rainha D. Amélia, entre Muge e Porto de Muge, e zonas industriais dos dois concelhos. Serve ainda de atalho a quem não quer atravessar o Tejo nas zonas de Benavente ou Santarém. Sem esquecer que por aquela estrada se faz acesso à estação de Santana da CP.O presidente da Câmara do Cartaxo reconhece o mau estado da estrada e que deve ser rapidamente recuperada mas só se compromete em ter o alcatroamento concluído dentro de dois meses. O autarca diz que a obra foi inicialmente consolidada em matéria de escoamento de águas pluviais mas não é isso que se constata no local. “Teremos de fazer uma reparação paliativa imediata e concretizar o tapete com primeira camada e camada de desgaste desde a Ribeira até Santana. Temos que garantir que nos próximos dois meses a estrada esteja feita”, refere o autarca. Entretanto quem vai sofrendo é a paciência do condutor. E as rodas, jantes e suspensões à passagem pelos buracos da estrada. Junto à estação de Santana as barreiras sofreram alguns deslizamentos mas não invadiram a estrada. Situação idêntica passa-se junto à estação do Setil. A Câmara do Cartaxo já alertou a Refer ambos os casos.
Estrada que liga Cartaxo a Santana em péssimo estado

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...