uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Rotundas substituem semáforos na variante de Vialonga

Rotundas substituem semáforos na variante de Vialonga

Presidente da câmara garante que obras avançam este ano

As rotundas vão substituir os cruzamentos na variante de Vialonga, concelho de Vila Franca de Xira, para permitir uma maior segurança. Garantia foi dada por Maria da Luz Rosinha durante uma visita à freguesia onde as acessibilidades estiveram em destaque.

Edição de 20.01.2010 | Sociedade
As obras para a colocação de rotundas – que irão substituir os semáforos existentes nos cruzamentos da variante de Vialonga - arrancam durante este ano. A garantia foi dada pela presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira à margem da visita que efectuou à freguesia na sexta-feira, 15 de Janeiro.“As rotundas estarão em obra este ano. As alterações vão permitir fluir com mais segurança e qualidade e permitir a reformulação da semaforização nas vias mais urbanas da freguesia”, assegurou Maria da Luz Rosinha.Para o presidente da junta local as rotundas são fundamentais uma vez que muitos automobilistas – dado que a variante funciona por semáforos – seguem para dentro da vila, para fugirem ao limite de velocidade de 50 quilómetros hora imposto pelos semáforos e aí poderem percorrer a 70, 80 ou 90 quilómetros hora.“Estrada que atravessa Vialonga está numa situação degradante”A principal via que atravessa Vialonga encontra-se numa situação degradante. A convicção é do presidente da junta. José Gomes assegura que já recebeu “muitas reclamações” de automobilistas e moradores. “Em Outubro a câmara fez uma intervenção junto do Pingo Doce, numa área de 100 metros, mas depois parou. Temos vindo a reivindicar junta da autarquia para que recomece o projecto de recuperação de toda a via principal”, adianta o presidente da junta que tem a garantia da câmara de que as obras irão avançar durante o presente ano. “Gostaríamos que fosse no início de 2010 mas já ficaríamos bastante satisfeitos que durante 2010 houvesse a recuperação daquela artéria. Nesta altura de chuvas há lama, pedras soltas e muitos buracos”, alerta José Gomes.A presidente da câmara disse que entre 2010 e 2011 vai ser feito um investimento superior ao habitual, “no sentido de responder da melhor forma a um conjunto de situações, que quer pela grande quantidade de chuva que tem caído, quer pelo estado em que algumas vias se encontram, se revela necessário. Em Vialonga serão contempladas várias artérias”, adiantou Maria da Luz Rosinha“As construções das rotundas na variante vão permitir que este fluxo que se faz dentro da vila se passe a fazer na variante”, revela José Gomes que teve a garantia da presidente da câmara de que todos os projectos já foram entregues e que se encaminha para esta resolução.Mas o presidente da junta não se esquece que já no passado a “conversa era a mesma” e que as rotundas também já estavam previstas. “Esperamos que este ano se concretize esta aspiração que há muitos anos se vem prometendo mas que até agora não foi cumprida”, afirma José Gomes.A via tem sido palco de sucessivos acidentes principalmente nos cruzamentos quando os sinais estão avariados. “Às vezes durante semanas”, alerta o autarca de Vialonga.Outra questão abordada foi a possibilidade de alargamento da estrada do túnel que liga Vialonga à freguesia da Póvoa de Santa iria. Em tempos a câmara abordou a BRISA mas a reivindicação não mereceu parecer favorável por parte da empresa. “Foi agora apresentada uma outra solução que vai ser objecto de análise técnica e decisão política. Se pretendemos alargar a estrada ou simplesmente melhorá-la, criando melhores condições para a segurança dos peões que hoje não existem”, revelou a presidente da câmara.Caso o município de Vila Franca de Xira decida avançar para a construção de um segundo túnel – permitindo a circulação em cada sentido – os terrenos em causa terão que ser desafectados já que são Reserva Ecológica Nacional (REN). Além disso, o dinheiro para custear a obra sairá dos cofres da autarquia. No entanto Maria da Luz Rosinha escusou-se a avançar com um valor.Em Março de 2008 a presidente da autarquia já tinha conhecimento da situação perigosa que se verifica no atravessamento do estreito túnel por automobilistas e peões. “A solução é construir outro túnel, mais largo e com duas faixas e passagem lateral para peões devidamente protegida”. Na ocasião, Rosinha não confirmou o avanço da intervenção e limitou-se a dizer. “Vamos ver se é possível intervir”.
Rotundas substituem semáforos na variante de Vialonga

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...