uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Fátima Castelo

Fátima Castelo

Cantoneira, 51 anos, Samora Correia (Benavente)

“A educação está muito mal, mas penso que a culpa é mais dos pais do que dos professores. Os pais não têm tempo nenhum para estar com os filhos e para lhes dar educação. Alguns mal vêem as crianças. Saem de casa muito cedo e só voltam já de noite. As crianças não criam os laços que dantes criavam com os pais e isso depois reflecte-se na escola. Os professores às vezes têm de ser pais além de serem educadores”.

Edição de 27.01.2010 | Agora falo eu
Preocupa-se com o ambiente?Preocupo-me bastante com a reciclagem e em casa faço separação do lixo. Tenho pena é que as pessoas não cumpram com os seus deveres. As pessoas deviam reciclar mais e ter também mais cuidado para manter as ruas limpas. Como é o meu trabalho preocupo-me muito com isso e em sensibilizar as pessoas para essa questão.Acha que o concelho de Benavente tem boas potencialidades turísticas? Tem coisas maravilhosas para se ver e experimentar. É uma zona muito calma de campo, que é óptima para passear e andar a pé. As pessoas hoje vão a todo o lado de carro, mas esta zona é muito agradável para se andar, principalmente junto ao rio, e fazer um piquenique no verão. E a gastronomia é riquíssima. Vêm pessoas de longe para apreciar a boa comida ribatejana. Sem falar das nossas festas são sempre muito animadas, sempre com muito convívio.O que pensa do estado da educação?A educação está muito mal, mas penso que a culpa é mais dos pais do que dos professores. Os pais não têm tempo nenhum para estar com os filhos e para lhes dar educação. Alguns mal vêem as crianças. Saem de casa muito cedo e só voltam já de noite. As crianças não criam os laços que dantes criavam com os pais e isso depois reflecte-se na escola. Os professores às vezes têm de ser pais além de serem educadores.Se tivesse de doar fundos a uma instituição qual escolhia?A instituição Padre Tobias. Acho que as crianças e os idosos são os que precisam de mais apoio e às vezes as pessoas esquecem-se da terceira idade. Há muitas pessoas que passam a velhice sozinhas e com muitas dificuldades e acho que quem pode devia ajudar mais estas instituições porque como se costuma dizer “sem farinha não se faz pão”.Onde é que gosta mais de passear aos fins-de-semana na freguesia?Na zona ribeirinha, que é muito bonita e saudável. Eu não sou pessoa de ambientes fechados. Não gosto. Por isso gosto de estar junto à natureza e a tudo o que é campo.É influenciada pelas modas?Não, sou um bocado antiquada. Até acho que parei um bocado no tempo, mas considero que cada um veste aquilo que gosta e aquilo com que se sente bem. Não censuro ninguém. Em que mês gosta de tirar férias?Não tenho mês favorito para tirar férias porque é uma coisa a que não ligo muito. Mas tento marcá-las para a altura das férias da escola. Tenho oito netos e gosto de passar tempo com eles. Às vezes tenho pena de não ter mais disponibilidade, mas o trabalho também não permite.
Fátima Castelo

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...