uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Vasco Cunha à frente da distrital de Santarém do PSD por mais dois anos

Único candidato obteve 91 por cento dos votos, numa eleição em que participaram 397 militantes
Edição de 27.01.2010 | Política
O deputado Vasco Cunha, único candidato à presidência da distrital de Santarém do PSD, foi reeleito para mais um mandato de dois anos à frente dessa estrutura, obtendo 91 por cento dos votos dos 397 militantes que participaram na votação. O dirigente considera que, havendo apenas uma lista a sufrágio, “não deixa de ser expressivo” que perto de 40 por cento dos cerca de mil militantes inscritos tenha ido votar.Além de Vasco Cunha, que é acompanhado na liderança da Comissão Política Permanente Distrital pelos vice-presidentes Octávio Oliveira e Isaura Morais (presidente da Câmara Municipal de Rio Maior), foram ainda eleitos os membros da Mesa da Assembleia Distrital, presidida por Miguel Relvas, e do Conselho de Jurisdição Distrital, liderado pelo presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, Jaime Ramos.Ciente que o seu mandato começa num cenário marcado pelo Conselho Nacional, agendado para dia 12 de Fevereiro, e tendo no horizonte as directas e a realização do congresso do partido, Vasco Cunha adiantou que, feita a eleição, vai tomar posição “muito em breve” sobre o momento actual da vida do partido.Por outro lado, disse que o mandato de dois anos que agora inicia corresponde a um período de “grandes desafios” - uma legislatura marcada pela revisão da Constituição, eleições presidenciais em 2011, regresso do debate da regionalização -, sendo Vasco Cunha, também deputado na Assembleia da República, um dos defensores da realização de um referendo sobre a matéria.Em termos distritais, propõe-se inverter, num período de 10 a 15 anos, a tendência deficitária do distrito para o esforço eleitoral do PSD (fica “dois ou três pontos abaixo” da média nacional do partido tanto nas eleições legislativas como nas europeias) e pugnar por um melhor aproveitamento do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), “considerado por muitos a última oportunidade para Portugal beneficiar de fundos comunitários”.Encontrar uma solução para a sede distrital do partido, actualmente a funcionar num edifício degradado do centro histórico de Santarém, uma homenagem aos “militantes históricos que estiveram na institucionalização do PSD no distrito”, a organização do primeiro Congresso Social-Democrata do distrito “para balizar a actuação política do PSD distrital”, são alguns objectivos.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...