uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Centro Social de Atouguia comemora 30 anos ao serviço da população

Centro Social de Atouguia comemora 30 anos ao serviço da população

Instituição de solidariedade social dá apoio a crianças e idosos em várias valências

Alargar o apoio domiciliário a idosos a todos os dias da semana e ampliar o edifício do centro de dia para ali instalar também um lar de idosos são alguns dos projectos da associação.

Edição de 27.01.2010 | Sociedade
No sábado, dia em que celebrou 30 anos de existência, o Centro Social e Paroquial de Atouguia, Ourém, assinalou a data com uma recolha de sangue. A ocasião foi ainda aproveitada para rastreios ao colesterol, triglicéridos, tensão e auditivo. Uma iniciativa que teve uma adesão superior à esperada pelos responsáveis, com 82 rastreios, 35 rastreios auditivos e 25 doações de sangue. Para o ano, comentaram, é possível que a oportunidade se torne a repetir. O programa de aniversário incluiu, entre sexta-feira e domingo, um colóquio intitulado “O Ser Humano e a Sociedade”, a peça de teatro “Na terra dos Sonhos”, pelo Grupo de Teatro Apollo, de Peras Ruivas, Ourém, a bênção de um novo autocarro e um almoço de convívio. A recolha de sangue, pelo Instituto Português de Sangue, e os rastreios, conforme explicou Joaquim Pereira, vice-presidente do Centro Social e Paroquial de Atouguia, assinalaram a passagem à “idade adulta” da instituição, oferecendo às comemorações “uma vertente mais social”. A primeira valência do Centro Social e Paroquial abriu em 1982 sob a forma de um jardim-de-infância, que inclui a vertente de creche. Com os anos, “os miúdos foram crescendo” e surgiram as Actividades de Tempos Livres (ATL) em 1993, seguindo-se as valências para idosos, nomeadamente o apoio domiciliário e o centro de dia, explicou Joaquim Pereira. Com o objectivo de “chegar o mais perto possível das pessoas”, a área de intervenção da instituição alarga-se hoje a toda a freguesia de Atouguia, estendendo-se até Ourém. Exemplos disso são as 33 crianças que frequentam o jardim-de-infância e que residem fora da freguesia. No total, o Centro Social e Paroquial dá apoio a 90 crianças, cerca de 30 idosos em centro de dia, 15 idosos em apoio domiciliário e 14 em regime de residência, num lar anexo ao centro de dia. Uma outra valência resulta ainda na organização de convívios mensais em vários pontos da freguesia, destinados a idosos e doentes, suportados por voluntários do centro. Para o futuro, Joaquim Pereira referiu a vontade de iniciar um apoio domiciliário que se estenda por sete dias (actualmente são apenas cinco), uma vez que existem utentes que carecem de auxílio ao fim-de-semana. Está ainda a ser feito o projecto de ampliação do centro de dia para dar forma a um lar com capacidade para cerca de 50 pessoas. No domingo, o novo autocarro de 35 lugares que fará a recolha das crianças foi benzido.No geral, afirmou o responsável, a maior dificuldade que o Centro enfrenta são as baixas reformas dos idosos, que não permitem o aumento dos preços e, em consequência, a oferta de uma melhor qualidade nos serviços. No centro de dia, a mensalidade situa-se nos 200 euros e no jardim-de-infância entre os 110 e os 135 euros (este último para crianças de fora da freguesia). A doar sangue, Augusto Oliveira, residente na Atouguia, explicou ter sido informado da recolha. Sendo esta já uma prática habitual, uma vez que dá sangue uma vez por ano nos hospitais, decidiu participar. No momento em que tomava o lanche após a doação, manifestou-se surpreso pelo número de pessoas presentes nas instalações para o efeito. “Nem sempre as pessoas da terra aderem” a estes pedidos, comentou. No geral, considerou ser esta uma iniciativa “positiva”.Também presente na sala de recolhas, a educadora de infância Salomé, residente em Leiria, revelou ser aquela a primeira vez que fazia o seu contributo. Desconhecedora de alguns cuidados a tomar antes da doação, não pode dar muito sangue. No entanto, a enfermeira presente explicou-lhe que era o suficiente para ajudar uma criança, pelo que se manifestou “contente”.
Centro Social de Atouguia comemora 30 anos ao serviço da população

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...