uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Museu do Ar de Alverca está fechado e já só aceita visitas com marcação prévia

Museu do Ar de Alverca está fechado e já só aceita visitas com marcação prévia

Câmara quer assumir gestão do espaço, mas não responde à Força Aérea se vai ou não investir

Câmara de Vila Franca ainda não respondeu à Força Aérea sobre as duas hipóteses avançadas em Abril último. A construção de raiz de um museu ou a requalificação do actual. O MIRANTE teve acesso ao último fax enviado pela autarquia à instituição militar. Para já, o pólo de Alverca mantém-se fechado.

Edição de 27.01.2010 | Sociedade
“Exmo. sr. visitante. O Museu do Ar transitou para as instalações na Granja do Marquês em Sintra, Base Aérea nº1, onde a sua exposição se encontra aberta ao público a partir de 29 de Janeiro de 2010. As visitas a este pólo do museu, em Alverca, poderão ser efectuadas mediante marcação prévia”. Esta é a mensagem, assinada pelo director do pólo de Alverca em 4 de Janeiro, que se encontra afixada na porta de entrada.O MIRANTE sabe que o espaço está encerrado, não porque se avizinham obras no pólo, mas porque a Força Aérea Portuguesa (FAP) rescindiu, no final do ano passado, o contrato com a empresa responsável pela limpeza – podendo assim canalizar esse dinheiro para o moderno museu que abrirá portas amanhã (ver caixa) –, a instituição militar não tem pessoal suficiente para manter as duas estruturas abertas e, até que haja uma decisão superior sobre qual o dia em que o museu abrirá uma vez por semana – como já havia adiantado O MIRANTE na edição de 24 de Dezembro último – o espaço irá continuar encerrado ao público.Entretanto o nosso jornal teve acesso ao último fax enviado pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira à FA, em resposta à proposta feita pela instituição militar “de manter o pólo aberto um dia por semana, assumindo a Força Aérea os custos imputados ao pessoal envolvido”, ficando os restantes gastos ao cargo da autarquia, num valor mensal de 10 mil 125 euros, como refere o ofício enviado pela FAP à câmara, em 14 de Dezembro último, e a que o nosso jornal também teve acesso.“O município de Vila Franca de Xira informa estar disponível para assumir a gestão e funcionamento do pólo do Museu do Ar em Alverca do Ribatejo, garantindo os recursos humanos para o efeito e a limpeza e higiene das instalações”, refere o fax enviado pela câmara à FAP, datado de 18 de Janeiro.No documento pode ainda ler-se que “no contexto desta proposta o EMFA (Estado Maior da Força Aérea) deverá assegurar as condições técnicas especializadas ao funcionamento do pólo”. No entanto a resposta da autarquia é evasiva sobre se esta proposta se aplica à abertura do pólo uma vez por semana ou se pretende mantê-lo aberto todos os dias como acontecia até agora. O MIRANTE sabe que está agendada uma reunião entre as duas partes para a próxima quinta-feira, 4 de Fevereiro.Força Aérea Portuguesasem resposta às propostas de investimentoEm Abril último a Força Aérea Portuguesa (FAP) apresentou duas propostas à Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. Uma a contemplar a construção de um espaço museológico de raiz, representando um investimento inicial da ordem dos 4 milhões de euros, com base nos custos dispendidos pela instituição militar, na recente construção de um hangar com características semelhantes, na Base Aérea nº 6, no Montijo. A outra possibilidade era a requalificação do actual pólo do Museu do Ar, com um valor inicial estimado em 890 mil euros (mais IVA), de acordo com estimativa orçamental feita pela Divisão de Infra Estruturas da Força Aérea.Na edição de 18 de Junho do ano passado de O MIRANTE a presidente da autarquia, Maria da Luz Rosinha, disse apenas que a “câmara municipal tinha naquele momento em seu poder duas propostas de protocolo, que estava a analisar, não estando tomada qualquer decisão”.Até agora a FAP não recebeu qualquer resposta a estas propostas apresentadas à autarquia. A única resposta escrita e recebida, até ao momento pela FAP, foi o fax a mostrar interesse na gestão do espaço, acima transcrito.Na edição de 24 de Dezembro o chefe das Relações Públicas da instituição militar, Tenente-Coronel Gonçalves, já havia dito a O MIRANTE “desconhecer qualquer proposta concreta feita pela câmara de Vila Franca de Xira” para a continuidade do Museu do Ar em Alverca.Novo e moderno Museu do Ar abre amanhã em SintraAbre portas na sexta-feira, 29 de Janeiro, o novo e moderno Museu do Ar da Força Aérea Portuguesa (FAP) com um horário mais alargado e novas funcionalidades. Em comunicado a FAP informa que o Museu do Ar, na Granja do Marquês, situado na Base Aérea nº1 em Sintra, estará aberto ao público de terça-feira a domingo, das 10h00 às 17h00, disponibilizando ao visitante o serviço de vistas guiadas nos horários 10h30 e 14h30.O visitante é encaminhado para uma área de recepção, dotada de loja aeronáutica onde poderá encontrar uma vasta gama de produtos temáticos. “A partir de agora o museu acrescenta à exposição o avião Beachcraft, que pertenceu ao Comandante Faria e Melo, permitindo ao visitante assistir a filmes temáticos num novo e original espaço de auditório, constituído por cadeiras de um avião Boieng 737, oferecidas pela TAP Air Portugal”, pode ler-se no comunicado.O espaço de exposição compreende uma área de 7000m2 com 28 aviões expostos, dos quais 2 réplicas, 2 narizes de aviões reais, 4 simuladores e ainda 2 salas dedicadas à TAP e ANA.
Museu do Ar de Alverca está fechado e já só aceita visitas com marcação prévia

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...