uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Queda de pedras na Estrada Nacional 10 entre Alhandra e Sobralinho preocupa condutores

Queda de pedras na Estrada Nacional 10 entre Alhandra e Sobralinho preocupa condutores

Vegetação a invadir a estrada e falta de visibilidade são outras das queixas

A queda de várias pedras das bermas da Estrada Nacional 10 para a faixa de rodagem levou ao corte de uma das vias na passada semana e algumas zonas foram vedadas pela Protecção Civil Municipal. Autoridades dizem que não há perigo, mas vão continuar vigilantes.

Edição de 27.01.2010 | Sociedade
Os condutores que utilizam com mais frequência a Estrada Nacional 10 entre Alhandra e Sobralinho, concelho de Vila Franca de Xira, estão preocupados com o estado de conservação das encostas de onde caíram, na sexta-feira, 22 de Janeiro, várias pedras de grandes dimensões.Os taxistas que ali passam várias vezes ao dia disseram a O MIRANTE que se trata de um problema que se arrasta há quase uma década. “As bermas são altas e estão cheias de pedras. Sempre que chove um pouco mais lá vem a lama e as pedras para a estrada. Acontece com frequência e só não é um problema maior porque os bombeiros estão perto e retiram logo as pedras. A vegetação alta a cair para cima da estrada também é um problema. Obriga-nos a desviar para a outra faixa e tapa-nos a visibilidade”, lamenta Rogério Sampaio. Outro profissional do volante conta que a vegetação é tão alta que invade por completo os passeios e obriga as pessoas a caminhar pela berma da estrada. “Se eu lhe contasse todos os sustos que ali apanhei por causa disso você enchia uma dúzia de páginas do jornal”, garante Alfredo Pinto, que já bateu com um espelho retrovisor num transeunte que por ali passava. “Estava a desviar-se da vegetação”, conta. A folhagem de algumas árvores tem obscurecido a luz dos candeeiros de iluminação pública, originando escuridão em algumas áreas. Em Dezembro duas pedras caíram das encostas mas não chegaram a atingir a estrada, ficando retidas nos escoadouros de água.Na sexta-feira, resultado das chuvas fortes que caíram na zona, novas pedras voltaram a cair e a congestionar o trânsito. Não atingiram nenhum automóvel mas obrigaram ao corte de uma das faixas de rodagem durante algumas horas. A Protecção Civil Municipal esteve no local a avaliar o risco de derrocada e isolou a área com fitas. “Fomos alertados para aquela situação pelos bombeiros de Alhandra e estamos agora permanentemente a avaliar e a monitorizar os solos para ver se há riscos para os condutores e para os peões”, informa o comandante operacional da Protecção Civil de Vila Franca de Xira, António Carvalho. Actualmente as autoridades garantem que não há perigo mas vão continuar a analisar o solo. “Os técnicos vão ao local diariamente. O que aconteceu foi resultado de uma chuva intensa que empapou os solos e provocou um deslize. Temos vindo ao longo do ano a realizar pequenas intervenções na zona, em colaboração com os bombeiros de Alhandra, mas isso não é suficiente”, lamenta António Carvalho. Os terrenos de onde as pedras caem e a vegetação atinge alturas elevadas são propriedade da Brisa e da Estradas de Portugal, das quais não obtivemos qualquer resposta sobre este assunto a tempo do fecho de edição.
Queda de pedras na Estrada Nacional 10 entre Alhandra e Sobralinho preocupa condutores

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...