uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Associação denuncia maus tratos a animais abandonados em Fátima

Associação denuncia maus tratos a animais abandonados em Fátima

Câmara Municipal de Ourém diz que vai averiguar acusação de associação

Santuário de Fátima não faz qualquer comentário às acusações de que é alvo.

Edição de 01.06.2010 | Sociedade
A auto-denominada Frente de Acção Animal pôs a circular na Internet a denúncia de alegados maus tratos de que são alvo os cães abandonados que aparecem na zona do Santuário de Fátima. Contactada por O MIRANTE, a GNR confirmou que recebeu uma denúncia relacionada com essa situação mas, do que foi apurado, diz desconhecer maus tratos a animais no local. Segundo a informação divulgada, os animais são recolhidos e albergados em más condições na zona das oficinas do Santuário até serem entregues à responsabilidade da Câmara de Ourém, entidade que está a averiguar a situação. O MIRANTE contactou o Santuário de Fátima, mas até ao fecho desta edição não foi prestado qualquer esclarecimento. No comunicado da Frente de Acção Animal pode ler-se que “as ordens partem da Reitoria do Santuário, para que todos os cães que aparecem por Fátima, quer sejam adultos ou cachorros, quer tenham donos ou não, sejam capturados pelos seguranças” e colocados numa caixa com grades. A dita caixa, dizem, estará na zona das oficinas do Santuário, onde os animais permanecem “durante algumas semanas, ao frio e à chuva de Inverno, à chapa do sol, no Verão. Sem direito a comida ou água, num espaço mínimo onde a maioria nem se consegue colocar de pé...”.Aí permanecem, segundo a associação, “até que a carrinha da Câmara de Ourém tenha tempo para os vir buscar. Lá, são colocados, já muito debilitados, para abate, e são-no todos num prazo de poucos dias”. O comunicado questiona a Câmara de Ourém sobre o prometido canil para recolher animais abandonados. Céu Romeiro, da Associação Protectora dos Animais Abandonados de Fátima (APAAF), referiu a O MIRANTE que desconhece há quanto tempo se passa esta situação. Referiu ainda estranhar o “silêncio” da Câmara de Ourém e do Santuário de Fátima. Câmara de Ourém projecta construção de novo canilApós os pedidos de esclarecimento solicitados por O MIRANTE, a Câmara de Ourém emitiu um comunicado dizendo que o veterinário municipal “está a apurar a veracidade dos factos denunciados”. Referindo lamentar que ainda não existam no município instalações que dêem resposta condigna a cães e gatos abandonados, informa que “o actual executivo assumiu como prioridade esta acção, em respeito pela dignidade e direitos dos animais e também da segurança e saúde públicas”.Está equacionada uma localização, adjacente ao estaleiro municipal, “de forma a optimizar recursos de funcionamento e segurança, encontrando-se o projecto a ser desenvolvido nos serviços da autarquia”. Na mesma nota refere-se também que “foram estabelecidos contactos com a Câmara Municipal de Torres Novas de forma a encontrar-se a solução transitória no âmbito do canil/gatil intermunicipal aí sedeado”.O veterinário municipal, António Pereira, também diz não ter conhecimento sobre os maus tratos a animais no Santuário. Sublinhou ainda que em Fátima são abandonados dezenas de animais. Estes, explicou, são então recolhidos pelos serviços municipais. Os animais seguem para o canil municipal, em Ourém, onde “permanecem três semanas a um mês, no mínimo”. A ordem de serviço para que os animais sejam abatidos tem que ser assinada pelo vereador responsável.Os serviços também recolhem, de forma gratuita, animais entregues voluntariamente ao canil. “Não conseguimos dar escoamento a todos os animais entregues, mas doamos todos aqueles em que é manifestado interesse”, destacou.
Associação denuncia maus tratos a animais abandonados em Fátima

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...