uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Câmara do Cartaxo quer mais área para implantação de empresas

Autarquia defende alterações ao PDM relacionadas com o eixo da economia e emprego
Edição de 30.06.2010 | Sociedade
A Câmara do Cartaxo propôs à Comissão de Coordenação de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT) um aumento do índice de implantação para as empresas e indústrias entre 50 a 60 por cento no Plano Director Municipal (PDM) para uma área que abrange as zonas industriais da Lapa e Vila Chã de Ourique, Cruz do Campo, Casais Lagartos, Pinhal da Rola e Alto do Gaio, entre outras áreas.A proposta surge na sequência da reunião do vice-presidente da autarquia, Paulo Varanda, na CCDR-LVT, a 18 de Junho, para abordar um conjunto de alterações ao PDM relacionadas com o eixo da economia e emprego no concelho. Segundo explicou Paulo Varanda, na reunião do executivo de 29 de Junho, “é intenção da câmara desenvolver trabalhos no sentido de compatibilizar, no âmbito da revisão genérica do PDM, uma revisão parcial para o apoio à resolução de um conjunto de situações que têm a ver com a vida económica do concelho”. As alterações propostas pretendem responder mais facilmente a dificuldades de licenciamento, dificuldades de desenvolvimento de infra-estruturas para fazer face às necessidades de expansão empresarial, bem como à implantação de novas empresas. “As ideias foram bem acolhidas pela CCDR, que se comprometeu a desenvolver os esforços necessários para que estas alterações tenham um desfecho anterior à revisão do PDM”, acrescentou Paulo Varanda, afirmando que “nesta altura de dificuldades económico-financeiras, há mesmo a necessidade de adaptação e adequação dos instrumentos de ordenamento do território às necessidades das empresas”. Considerando que estas alterações “mexem com indicadores que são importantes para um maior desenvolvimento económico do concelho”, o presidente do município, Paulo Caldas (PS), reforçou a importância desta acção junto da CCDR para que o PDM seja revisto com maior celeridade e salvaguardou a compatibilidade deste plano de alterações com o PROT-OVT (Plano Regional de Ordenamento do Território do Oeste e Vale do Tejo). Na próxima quinta-feira, responsáveis da Câmara do Cartaxo voltam a reunir com a CCDR-LVT, para a definição do cronograma de desenvolvimento dos trabalhos. A autarquia aponta para 2011 a conclusão do processo de revisão do PDM.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...