uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Milhares de pessoas na Festa da Sardinha Assada e da Amizade

Milhares de pessoas na Festa da Sardinha Assada e da Amizade

Organização está satisfeita com os resultados da participação popular e diz que não sobraram sardinhas

Na noite de sábado milhares de pessoas invadiram as ruas da vila de Benavente para se deliciarem com as sardinhas, pão e vinho distribuídos pela organização dos festejos.

Edição de 30.06.2010 | Sociedade
A organização da festa diz que ouve cerca de trinta pessoas feridas nas largadas durante a 42ª edição da Festa da Sardinha Assada e da Amizade que se realizou entre 24 e 27 de Junho, em Benavente. Segundo o presidente da Comissão de Festas, Hélder Claro, apenas dois dos feridos ficaram com mais mazelas, sendo que um deles foi furado numa perna após uma colhida na largada de quinta-feira e o outro partiu o braço na sequência de uma queda. Os feridos foram assistidos no Hospital de Reynaldo dos Santos, em Vila Franca de Xira. Apesar dos acidentes, habituais neste tipo de festas que se realização por toda a região, Hélder Claro, demonstrou a sua satisfação a O MIRANTE revelando que as festas deste ano correram melhor do que estavam à espera. Os cinco mil quilos de sardinhas que a organização disponibilizou aos visitantes na noite de sábado, 26, foram todos consumidos. “Se tivéssemos mais sardinhas eram todas consumidas. A grande maioria foi comida no recinto da festa, mas muitas pessoas levaram algumas para casa”, conta o presidente da comissão de festas.Realizou-se pela primeira vez na festa da Sardinha Assada e da Amizade o Encierro onde as principais avenidas da vila são encerradas ao trânsito e, à semelhança do que acontece na cidade espanhola de Pamplona, os toiros são soltos e correm atrás dos participantes. Neste caso, foram soltos três toiros e seis cabrestos que correram pelas ruas principais enquanto os mais corajosos corriam à sua frente. “O Encierro decorreu muito bem e queremos dar continuidade a esta iniciativa”, afirma Hélder Claro.Milhares de pessoas visitaram a festa da Sardinha Assada e da Amizade durante os quatro dias. A noite de sábado continua a ser a mais concorrida dos dias de festa. Vasco Mascarenhas vive em Faro e veio pela primeira vez à festa da sardinha assada. Já tinha ouvido falar da festa mas nunca tinha tido oportunidade de a conhecer. Este ano organizou um grupo de cerca de meia centena de conterrâneos e deslocaram-se à vila ribatejana em excursão. O MIRANTE encontrou o grupo algarvio a fazer as brasas num dos passeios da rua principal da festa. “Só faltam as sardinhas”, confessou antes de ser informado que teria que comprar a grelha para assar o peixe. Enquanto as sardinhas não apareciam o grupo entretinha-se com vinho do Ribatejo que retiravam do barril colocava em cima do passeio. O algarvio não escondeu a satisfação por participar numa “festa do povo” onde se pode conviver “como antigamente” no meio da rua.Na noite de sábado as ruas de Benavente onde se realizam as festas tornam-se pequenas para tanta gente. No jardim da vila, vários grupos montaram a sua mesa de jantar. Às 22h00 ainda não tinham chegado as sardinhas. Manuel Cordeiro e o seu grupo de amigos não se atrapalham. “Antes das sardinhas comemos umas febras para aconchegar o estômago”, revela o electricista que veio com os amigos de Vila Franca de Xira. Minutos mais tarde surge a rainha da festa: as tão desejadas sardinhas. Em cima de um tractor, elementos da comissão de festas distribuem caixas brancas com sardinhas que as pessoas recebem e colocam de imediato nas grelhas. Mário e Cesaltina Mendes trincam a primeira sardinha no pão da noite. “Estão deliciosas”, confessam. Neste momento a festa está completa. O cheiro a sardinha assada invade as ruas e impregna-se na roupa das pessoas.
Milhares de pessoas na Festa da Sardinha Assada e da Amizade

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...