uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Muro da Identidade em Vila Franca de Xira recorda toponímia da cidade de outros tempos

Muro da Identidade em Vila Franca de Xira recorda toponímia da cidade de outros tempos

Iniciativa da junta de freguesia para lembrar pessoas e momentos que ajudaram a construir a cidade

No dia em que Vila Franca de Xira comemorou os 26 anos de elevação a cidade, a junta de freguesia inaugurou um muro onde se podem ver placas toponímicas antigas que vão dos anos 20 aos anos 80.

Edição de 30.06.2010 | Sociedade
Os nomes mais emblemáticos de ruas da cidade de Vila Franca de Xira foram reunidos num único espaço, o “Muro da Identidade”, inaugurado na tarde de 28 de Junho, o dia em que Vila Franca de Xira celebrou o 26º aniversário de elevação a cidade. Situado na Travessa do Cerrado, junto ao tanque das lavadeiras, o espaço é uma retrospectiva do que foram as placas de toponímia ao longo de várias décadas na cidade.Largo Comendador Miguel Esguelha, Rua Alves Redol, Rua Manuel da Silva Burrico, Rua paralela à piscina, Rua do Cais de Povos e Rua Fausto Nuno Dias são algumas das ruas que estão presentes, com placas que vão dos anos 20 aos anos 80. As placas que agora ficam em exposição são as que originalmente estiveram colocadas em cada uma das ruas. “Algumas ruas mudaram de nome com os anos mas muitas pessoas ainda se lembram delas pelos seus antigos nomes”, afirmou José Fidalgo, presidente da Junta de Freguesia Vila Franca de Xira. Para ajudar os visitantes o espaço inclui um mapa da cidade com os nomes onde as ruas originalmente se situavam, bem como dois bancos e duas árvores, miradas por um azulejo alusivo às lavadeiras.A obra, da responsabilidade da junta de freguesia, inseriu-se numa intervenção mais vasta que está a ser levada a cabo pela câmara municipal em toda a rua, onde se destaca o alcatroamento da via. “Este sítio foi escolhido por dois motivos. Em primeiro porque o muro necessitava de sofrer obras de sustentabilidade e reforço e em segundo porque vimos que este é o ponto mais central para reavivar e lembrar às pessoas a memória de Vila Franca de Xira. As pessoas que estão representadas nesta parede ajudaram a construir esta força que a cidade hoje tem. E esperamos que este espaço sirva também de estímulo para todos nós e para os mais novos no sentido de incentivar a criatividade e a inovação, de forma a criar um futuro de maior sustentabilidade”, afirmou José Fidalgo.Actualmente, na cidade, as placas toponímicas têm fundos azuis e letras brancas nas zonas históricas e fundo branco com letras azuis quando se trata de novos arruamentos ou bairros. Presente na cerimónia de inauguração do espaço esteve também a presidente da câmara municipal, Maria da Luz Rosinha (PS), que enalteceu a ideia e a recuperação dos lavadouros da cidade, garantindo que as intervenções nesta rua vão continuar.Moradores da Travessa do Cerrado querem mais iluminaçãoNo final da inauguração do Muro da Identidade vários moradores da Travessa do Cerrado dirigiram-se à presidente do município, Maria da Luz Rosinha, a pedir mais iluminação pública no local. “Isto é uma escuridão completa durante a noite e não custava nada meter mais um ou dois candeeiros”, criticava uma das moradoras. Outra residente aproveitou a ocasião para pedir a colocação de enfeites na zona durante as festas do Colete Encarnado. Em resposta a edil prometeu estudar a colocação de mais iluminação no local.
Muro da Identidade em Vila Franca de Xira recorda toponímia da cidade de outros tempos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...