uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Joaquim Rodrigues Júnior venceu super-final do Supercross de Paço dos Negros

Joaquim Rodrigues Júnior venceu super-final do Supercross de Paço dos Negros

Freestyle deu espectáculo e emoção à última prova do campeonato

Joaquim Rodrigues volta a ostentar o título de campeão nacional. Dez anos depois da sua última coroa, o minhoto confirmou o favoritismo neste Campeonato de Supercross, e na última prova em Paço dos Negros garantiu a conquista dos títulos Elite (absoluto) e da classe SX1.

Edição de 01.09.2010 | Desporto
Num espectáculo de grande categoria, os especialistas franceses de Freestyle, Romain Izzo e David Rinaldo, levaram ao rubro os cerca de dois mil espectadores que se deslocaram a Paço dos Negros, no concelho de Almeirim, para assistir à noite da festa final do Campeonato Nacional de Supercross.Com um grupo de saltos que não ficam nada a dever ao que se tem oportunidade de assistir na televisão, os dois jovens franceses mostraram como é possível fazer coisas incríveis em cima de uma mota em saltos a uma altura quase impossível, com mortais e piruetas do mais difícil e emocionante que existe no mundo da modalidade. A organização da prova está de parabéns pela grande noite que ofereceu aos amantes da modalidade. Na pista de Paço dos Negros, a uma dúzia de quilómetros, de Almeirim, compareceram os melhores pilotos nacionais – equitativamente repartidos pelas classes SX1 e SX2 – para esta última jornada do Campeonato Nacional de Supercross. As meias finais serviram para o ordenamento dos concorrentes nas finais por classes, disputadas na noite de sábado. Mas a entrega dos pilotos deu emoção à prova.A presença de público correu como o esperado pela organização. Este ano, estiveram presentes em Paço dos Negros mais de 2000 espectadores. “Um número razoável, que nos deixou satisfeitos. A crise financeira e a falta de alguns pilotos da região retiram sempre espectadores. Mas estamos apostados em manter a prova em Paço dos Negros, apenas precisamos que os apoios não diminuam mais”, disse aO MIRANTE, o director da prova, Paulo Henriques.Na final SX1 a coroa estava ainda ao alcance de Joaquim Rodrigues Júnior e Henrique Venda. Mas Júnior cedo demonstrou estar forte para cumprir o objectivo, pois desde o início liderou o pelotão, e depressa fugiu à concorrência para vencer destacado. Henrique Venda subiu ao 2.º lugar a meio da corrida (na décima primeira volta), por troca com Hugo Basaúla. No 4.º posto ficou Luís Correia, o campeão nacional de motocross que decidiu fazer aqui uma incursão esporádica no SX. Ainda, menção para o abandono de Nuno Gonçalves, logo na segunda volta, com a manete de embraiagem partida devido a queda.Já virtual campeão de SX2 desde a jornada anterior, Paulo Alberto alcançou aqui outro objectivo, pois nessa classe venceu as seis provas do Campeonato. Alberto dominou os acontecimentos na pista ribatejana, sempre seguido por Sandro Marcos no 2.º posto, enquanto Nélson Silva apoderou-se do 3.º lugar à terceira volta, e Daniel Pinto desalojou Sérgio Pita do 4.º posto à décima volta. Entre os homens da frente, o azarado da noite foi Ivo Fernandes: no início da prova, a seguir à primeira curva caiu na sequência de um toque com Alberto, ficando fora de combate com uma contusão torácica.Na final Elite, qualquer lugar entre os dez primeiros servia a Joaquim Rodrigues para ser campeão. Porém, liderou durante toda a corrida para fechar esta campanha com mais um êxito. Henrique Venda fixou-se no 2.º lugar à quinta volta, enquanto Paulo Alberto só chegou ao 3.º lugar na décima sétima, quando conseguiu ultrapassar Hugo Basaúla. Mais atrás, Sandro Marcos foi 5.º classificado, seguido de perto por Nuno Gonçalves e Daniel Pinto.Um dos pilotos mais ganhadores na história do motociclismo nacional, antes dos êxitos alcançados na noite de sábado Joaquim Rodrigues já tinha dez títulos de campeão no palmarés – oito no Motocross e dois em Supercross, estes últimos obtidos em 1999 e 2000. A partir de 2001 o piloto de Barcelos enveredou por uma carreira internacional, primeiro no Campeonato do Mundo e depois em competições nos E.U.A. Após o regresso a casa, em 2009 alinhou com sucesso em algumas provas escolhidas do “Nacional” de Supercross, mas na presente temporada decidiu mesmo disputar integralmente o respectivo Campeonato. Aos 28 anos de idade, é novamente campeão com os pontos resultantes de vitórias em quatro provas e dois segundos lugares, seja na categoria Elite como na classe SX1.As classificações finais do Supercross de Paço dos Negros foram as seguintes: Super-final elites, 1º Joaquim Rodrigues Junior, Honda CRF 450; 2º Henrique Venda, Kawasaki KXF 450; 3º Paulo Alberto, Suzuki RMZ 250; 4º Hugo Basaúla, Suzuki RMZ 250; 5º Sando Marcos, Suzuki RMZ 250.SX1 - Henrique 1º Joaquim Rodrigues Junior, Honda CRF 450; 2º Henrique Venda, Kawasaki KXF 450;; 3º Hugo Basaúla, Suzuki RMZ 250; 4º Luís Correia, Yamaha YZF 450; Lyvio Ramassamy, Honda CRF 450.SX2 - 1.º Paulo Alberto (Suzuki); 2.º Nuno Silva (Kawasaki); 3.º Sandro Marcos (Suzuki); 4.º Sérgio Pita (Suzuki); 5.º Marco Pereira (Kawasaki).
Joaquim Rodrigues Júnior venceu super-final do Supercross de Paço dos Negros

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...