uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Casa Solidária apoiou 600 famílias no primeiro ano de vida

Casa Solidária apoiou 600 famílias no primeiro ano de vida

Edição de 01.09.2010 | Primeiro Plano
Erica interrompe, timidamente, a conversa da mãe, Susana Cristóvão, com O MIRANTE para lhe oferecer um pedaço da sua sandes de carne assada. Susana Cristóvão pertence a uma das cerca de 600 famílias que a Casa Solidária das Artes e Ofícios apoiou e ajudou durante os primeiros doze meses de vida. A instituição celebrou o primeiro aniversário na tarde de quinta-feira, 26 de Agosto, com um churrasco, no Jardim da República, onde estiveram presentes algumas das famílias que têm sido ajudadas pela Casa Solidária.Susana Cristóvão vive com o companheiro e os sete filhos do casal – cinco dela e dois dele – em Santarém. Tanto Susana como o companheiro estão desempregados e a situação agravou-se devido ao problema de saúde de Susana que tem duas hérnias discais e não pode fazer esforços. “Devido a este problema de saúde o meu companheiro não pode sequer tirar um curso, porque não posso pegar no meu filho que tem 22 meses e ele tem que me apoiar”, explica.Com a ajuda da Segurança Social a família de Susana Cristóvão tem que se sustentar com pouco mais de 800 euros mensais. “Não dá para nada. É muito complicado o dinheiro chegar para tudo. Conseguimos fazê-lo com muito esforço”, refere. Susana decidiu recorrer à ajuda da Casa Solidária quando mudou de casa recentemente. A instituição criada pela Câmara de Santarém ajudou com mobílias e roupa. “Se não fosse o apoio da Casa Solidária não sei como conseguiríamos viver. São todos incansáveis e dão-nos sempre uma palavra amiga que, nestas alturas, é muito importante”, confessa Susana Cristóvão. Ana Isabel Borrego
Casa Solidária apoiou 600 famílias no primeiro ano de vida

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...