uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Barquinha recebe primeira Loja do Cidadão da região

Barquinha recebe primeira Loja do Cidadão da região

Estrutura abrange diversos serviços da administração central e do município
Edição de 08.09.2010 | Sociedade
As instalações do Pára Clube Nacional “Boinas Verdes” deram lugar na segunda-feira, dia 6, à Loja do Cidadão de 2ª geração de Vila Nova da Barquinha. O espaço integra vários serviços públicos, como a Segurança Social, o Instituto dos Registos e do Notariado e um balcão multi-serviços, permitindo a prestação de diversos serviços de diferentes entidades da administração central e do município. Na sessão de abertura foi ainda assinado o protocolo “Simplex Autárquico”, com medidas que vão simplificar o licenciamento de obras, entre outros objectivos.O presidente da Câmara de Vila Nova da Barquinha, Miguel Pombeiro (PS), referiu que o novo espaço, o primeiro do género no Médio Tejo, é “um patamar superior na relação com o cidadão” e com as empresas. A ideia “é uma revolução silenciosa que se está a dar a nível da administração pública”, saudando a “coragem de mudar o paradigma” existente. Já a secretária de Estado da Modernização Administrativa, Maria Manuela Leitão Marques, referiu aquele como “um projecto exemplar” e um “serviço público de qualidade”. “Um projecto do século XXI feito da colaboração de vários serviços”, que nasceu graças ao contributo das autarquias. “Cada loja é uma loja”, sublinhou, mas estas permitem uma “coesão social e territorial”, levando os serviços a zonas onde os espaços existentes já se encontravam, em muitos casos, degradados. A Loja do Cidadão da Barquinha, por exemplo, permitiu a recuperação de um edifício emblemático e concentrou vários serviços públicos num mesmo local. Esta foi a 24ª loja do país. A próxima a abrir no distrito é em Santarém. Política de concentração de serviços da Segurança SocialTambém presente na ocasião, o secretário de Estado da Segurança Social, Pedro Marques, considerou aquela como uma “loja simbólica”, uma vez que não se encontra nem numa grande cidade nem numa grande capital de distrito. “O cidadão passa a deslocar-se a um único posto” e “isso é muito importante”. Pedro Marques indicou ainda que são realizados por ano 17 milhões de atendimentos pela Segurança Social e que se vão verificar “mudanças importantes no futuro”. Em relação ao encerramento dos balcões de Segurança Social um pouco por todo o país, esclareceu que “o plano não aponta para encerrar serviços”, mas sim concentrá-los num único espaço dentro do município. O protocolo “Simplex Autárquico”, assinado na ocasião por Miguel Pombeiro e Maria Manuela Leitão Marques, estabelece um conjunto de objectivos que a autarquia tem que cumprir até 2011. Segundo referiu Maria Manuel Leitão Marques, o protocolo estabelece medidas “que simplificarão o licenciamento de obras e envolverão novas formas de comunicação com os munícipes nomeadamente por sms”.
Barquinha recebe primeira Loja do Cidadão da região

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...