uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Esquadra da Póvoa ainda não abriu porque a PSP não tem polícias e equipamentos suficientes

Esquadra da Póvoa ainda não abriu porque a PSP não tem polícias e equipamentos suficientes

Sindicato denuncia falta de efectivos apesar da direcção da Polícia justificar atraso com falta de equipamentos

A inauguração da futura esquadra policial da Póvoa de Santa Iria estava prevista para Julho último. PSP e autarquia dizem que ainda faltam alguns trabalhos mas não adiantam datas. Sindicato garante que é a falta de efectivos e equipamento que está a atrasar a abertura ao público.

Edição de 08.09.2010 | Sociedade
A esquadra da PSP de Póvoa de Santa Iria, concelho de Vila Franca de Xira, era para ser inaugurada em 2 de Julho. A direcção nacional da PSP justifica o atraso com o facto de ainda não terem sido instalados equipamentos. A Câmara de Vila Franca fala em alterações pedidas pela PSP que estão a ser feitas e na falta dos arranjos exteriores. Mas o problema é outro, segundo denuncia o Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP), que garante que a esquadra ainda não abriu porque não há elementos para lá colocar. Diz o sindicato que há um défice de 60 homens na Divisão da PSP de Vila Franca de Xira, de onde sairão os agentes que irão ocupar as instalações da futura esquadra da Póvoa de Santa Iria. “A divisão está desfalcada. Há muitos serviços que estão reduzidos ao mínimo. Um piquete que devia ter um efectivo de sete, oito homens, muitas vezes tem dois ou três elementos. A esquadra da Póvoa ainda não abriu por falta de efectivos. Além disso a esquadra não tem nada lá dentro. Não há nenhum equipamento”, afirma a O MIRANTE António Ramos, dirigente do Sindicato dos Profissionais de Polícia.Em Maio último, a Direcção Nacional da PSP disse a O MIRANTE que a inauguração da Esquadra da Póvoa de Santa Iria estava dependente de questões de ordem técnica e material. Esta semana confirmou que essa situação está praticamente concluída, mas escusou-se a avançar com uma data para a inauguração, limitando-se a afirmar que está para breve a abertura ao público. A Câmara de Vila Franca de Xira justifica que os trabalhos ainda não estão concluídos. “Existem ainda alterações a realizar solicitadas pela PSP e arranjos exteriores no espaço envolvente à área ocupada pela esquadra. Só após estes trabalhos estarem concluídos a esquadra poderá ser inaugurada”, refere a autarquia.A nova esquadra, com cerca de mil metros quadrados, distribuídos por dois andares, tem capacidade para albergar 120 agentes. Fica na Rua Alcino de Oliveira e Silva, junto à escola EB1 da Póvoa de Santa Iria, e vai servir esta freguesia e o Forte da Casa. Terá as valências de Investigação Criminal e de Intervenção e Fiscalização Policial (piquete) – até agora afectas à esquadra da PSP de Alverca do Ribatejo. A nova esquadra irá dispor de um balcão de atendimento ao público 24 horas por dia, satisfazendo as necessidades mais imediatas da população, evitando a sua deslocação a Alverca para efectuar denúncias ou obter informações.António Ramos diz que o que vai acontecer é que a esquadra da Póvoa de Santa Iria vai funcionar como um posto de atendimento, defendendo que é necessário que haja uma verdadeira esquadra com um efectivo próprio de 40 a 60 homens e não uma extensão dos serviços da esquadra de Alverca. “Vão lá meter o posto de atendimento mas depois não há policiamento apeado. O piquete faz investigação criminal mas não vai haver policiamento de proximidade. Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa têm uma grande área de actuação e é necessário que a Póvoa tenha uma esquadra própria com os seus efectivos”, salienta o dirigente do Sindicato dos Profissionais de Polícia.
Esquadra da Póvoa ainda não abriu porque a PSP não tem polícias e equipamentos suficientes

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...