uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Câmara de Torres Novas entrega gestão do Teatro Virgínia a duas responsáveis

Edição de 15.09.2010 | Cultura e Lazer
A Câmara de Torres Novas apresentou o novo modelo de gestão do Teatro Municipal Virgínia, cuja direcção será dividida entre a programadora Isabel Reis e a administradora Margarida Alcobia, que substituem João Aidos no cargo. O antigo director artístico do Teatro Virgínia, João Aidos, foi nomeado em Junho para o cargo de director geral das Artes.Para o substituir na direcção artística e financeira do teatro, a Câmara de Torres Novas anunciou que vai implementar um modelo que divide a gestão entre uma programadora, Isabel Reis, antiga assistente de programação de João Aidos no Teatro Aveirense, e uma responsável pela gestão financeira, Margarida Alcobia, que ocupava o cargo de assistente de direcção no Virgínia. “Esta não é uma solução transitória, é uma escolha nossa e penso que vai funcionar”, salientou o presidente da autarquia. Segundo António Rodrigues (PS), “o modelo de funcionamento do Virgínia é para manter igual ao que existia até agora”. O autarca referiu ainda que “a porta continua aberta” caso o antigo director João Aidos queira voltar ao cargo. “Quando o engenheiro Aidos me disse que se ia embora, não me preocupei nem um minuto porque acredito na continuidade deste projecto”, frisou António Rodrigues.O presidente da câmara salientou ainda que a autarquia está a fazer esforços para reduzir os custos associados ao Teatro Virgínia, referindo que o espaço está integrado em várias redes de teatros nacionais que fizeram candidaturas a fundos comunitários para apoiar a contratação de espectáculos e a criação artística. “No próximo ano, grande parte da programação será financiada por estes programas comunitários e penso que o esforço financeiro da autarquia vai diminuir”, disse ainda António Rodrigues. A nova programação do Virgínia para os próximos quatro meses inclui um concerto de Pedro Abrunhosa (11 de Dezembro), a peça de teatro “A Menina do Mar”, pelo grupo Teatro do Bolhão (17 de Dezembro), o acolhimento de espectáculos de dois festivais – Festival Materiais Diversos em Setembro e Festival Y em Setembro e Outubro. O teatro vai ainda ter dois espectáculos de novo circo: o “Nuova Barberia Carloni”, pela companhia Teatro Necessario de Itália (4 de Outubro), e ainda a mais recente produção do português João Paulo Santos, chamada “À Deux Pás De La-Haut” (dia 30 de Novembro). A Torres Novas regressa também mais uma edição, a terceira, dos Encontros da Lusofonia, que este ano acontecem entre 15 e 20 de Novembro. A Companhia Nacional de Bailado apresenta-se também no Virgínia com o espectáculo “Savalliana” (16 de Outubro).

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...