uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Fernando Garrido vencedor em quase toda a linha

Edição de 15.09.2010 | Desporto
O Clube Columbófilo Chamusquense reuniu cerca de meia centena de associados e convidados, num lanche de convívio, que serviu também para proceder à entrega de prémios aos associados que tiveram pombos a participar nos respectivos campeonatos. No final foram entregues, diplomas e troféus aos concorrentes participantes. Fernando Garrido ao vencer os campeonatos, geral, velocidade, meio fundo e designados e as anilhas de ouro de melhor voador da campanha, melhor voador de meio fundo, e anilhas de prata no melhor voador da campanha, da velocidade e meio fundo, teve uma época de ouro.Uma vitória que só não foi em toda a linha porque Rui Tanoeiro, Joaquim António Lucas, Paulo Borralho e sociedade Quinta da Fonte se intrometeram nas conquistas dos troféus. Fernando Garrido garante que só se consegue chegar a estes resultados trabalhando com muita dedicação. “Temos que estar com os pombos todos os dias do ano. Levanto-me cedo para os tratar e ao final da tarde quando chego a casa é a primeira coisa que vou fazer é tratar novamente da minha colónia”, disse.Esta vitória é um investimento com seis anos. “Isto tem a ver com as amizades que criamos ao praticar a columbofilia. Tive a sorte de ter conhecido um amigo de Albergaria, que me facilitou a escolha de alguns pombos. Muitos deles não faziam parte da equipa principal dele. Eu seleccionei e cultivei-os ao meu modo de estar na modalidade, e chegou a altura de tirar dividendos dessa aposta, com todas estas vitórias”, referiu Fernando Garrido. Mas o investimento maior é de tempo e trabalho. “Para termos bons pombos temos que investir algum dinheiro, temos que procurar os melhores. Contudo penso que o maior investimento tem que ser em tempo e trabalho e moldá-los ao nosso tempo e àquilo que nós queremos”.A maioria dos pombos que tem no seu pombal são de várias origens. “Tenho feito uma selecção, a título de curiosidade posso dizer que trouxe para a Chamusca dezenas de pombos bons, e este ano desfiz-me de 30 reprodutores, que comprei e ofereci aos columbófilos da Chamusca. Não me desfiz deles por não serem bons, foi apenas por não se enquadrarem naquilo que eu quero e na minha maneira de os tratar. Embora adquira alguns pombos, não penso que a columbofilia seja um desporto caro”, garante, feliz com a grande quantidade de troféus ganhos nesta campanha.Menos prémios para diminuir o preço dos pombos enviados a concursoOs prémios este ano foram menores, a distribuição de regalias foi mais ao nível de diplomas. Fernando Garrido que é também o presidente da direcção do Grupo Columbófilo Chamusquense disse que “a diminuição dos prémios e a sua substituição por diplomas foi uma decisão da assembleia-geral da colectividade. A crise também afecta os columbófilos, e assim demos o bónus de diminuir o preço a pagar pelo envio de cada pombo. Foi uma medida certa que os sócios tomaram”.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...