uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Moita Flores diz que o vereador Valente trabalhou noite e dia por causa dos incêndios

Edição de 15.09.2010 | O Mirante dos Leitores
A notícia surpreende! Parece que, pelas bandas de Santarém, existe um vereador “de noite e de dia agarrado aos incêndios e a trabalhar sem qualquer compensação financeira”! E parece que nem sequer é bombeiro! Vai daí e pelo esforço sazonal do “carola”, toca a arranjar-lhe um reforço mensal para compor os seus proveitos de uma reforma de aviador.Há menos de 4 meses, a corporação dos Bombeiros Voluntários de Santarém estava em risco de suspender as operações de socorro por dificuldades de tesouraria, por via de cerca de 180 mil euros de dívidas e subsídios camarários em atraso, tendo, nessa altura, em risco a operacionalidade dos serviços. “Vivemos o momento mais negro desde há muitos anos. Estamos com a corda na garganta e, se ficarmos muito sufocados, vamos ter de fechar portas”, alertou, então, o presidente da associação humanitária, Diamantino Duarte. Parece que, pelas bandas de Santarém, há vários tipos de cordas e gargantas! Outras entidades vieram a terreiro queixar-se da falta de pagamento de subsídios camarários que para algumas delas eram vitais para a sobrevivência. O senhor presidente a esses respondia com a crise e com a dificuldade da câmara em superá-la.O presidente da Câmara de Santarém, num momento de raro sentido de humor, disse que dispensando a sua Chefe de Gabinete e promovendo o homem da Protecção Civil a vereador a tempo inteiro, não aumentava os encargos da autarquia. Só não disse - esperemos que ainda o faça - o que vai fazer à dita senhora que chefiava o seu Gabinete e se tem a intenção de nomear um novo administrador executivo na empresa municipal STR.URBIS, que, ainda, é presidida pelo, agora, empossado vereador a tempo inteiro.Não deixa de ser curioso que em plena crise, transversal a todos os segmentos da sociedade, em que os políticos propagandeiam medidas de restrição orçamental e de controlo desse monstro que se chama Despesa Pública, o presidente da Câmara de Santarém pulverize o recorde anterior de vereadores a tempo inteiro, quase duplicando o número e, por consequência, os encargos. Se calhar o concelho está a crescer e a malta não consegue perceber!A oposição não se opõe, claro que não. Assim, como assim, pode dar-se o caso de recuperar o poder, nas próximas eleições e, dessa forma, encontrar uma “manjedoura” um bocadinho maior do que aquela que deixaram ao actual senhor presidente. Começo a perceber a estória das cem mil assinaturas para preservar as touradas em Portugal. Francisco Gonçalves

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...