uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Folgazão Serafim das Neves

Edição de 22.09.2010 | E-mails do outro mundo
Perguntas-me se sei porque é que o primeiro-ministro vai tantas vezes a Vila Franca de Xira. Pois bem, tratando-se da Sevilha portuguesa, só posso associar as múltiplas visitas ao facto de ele nos querer tourear cada vez melhor ou de nos pôr a dançar flamenco melhor que o Joaquim Cortez. Um iberista, é o que ele é. Não sei se já o ouviste a falar castelhano. Fala tão bem como o Mário Soares fala francês. Ou ainda melhor. Seja como for, pela minha parte não é nada que me incomode. Mesmo com estes pés de chumbo que Deus me deu, estou feito um dançarino de primeira apanha desde o primeiro dia em que comecei a pagar impostos sem beneficiar da parte recreativa que os mesmos proporcionam a alguns felizes cidadãos, como sejam carros topo de gama, despesas de representação, enxames de assessores e secretárias, viagens ao estrangeiro e reformas como deve ser, ao fim de uma dúzia de anos de esforço ao serviço da Nação. E quando me dá para marrar, seja contra as finanças ou outro distinto organismo, sei de antemão que vou ser bem farpeado. E não há associação de defesa dos animais que me acuda. Essa é que é essa.Cada um é para o que nasce. Eu não nasci para ser doutor. Tenho o pescoço grosso. As gravatas ficam-me mal. E tu bem sabes que em Portugal, sem gravata ninguém pode aspirar a ser doutor. E mesmo com gravata…enfim…com o país em avançado progresso tecnológico, à gravata tem que se juntar roupa a condizer, carro a condizer, pose a condizer, personal trainer a condizer, etc a condizer.Hoje estou particularmente bem disposto. O Tribunal da Relação de Évora anulou uma providência cautelar que proibia O MIRANTE de falar na Victoria Seguros e naquela carrinha do jornal que foi mandada para a sucata em 2008 por um segurado daquela seguradora. Não sei se te lembras??!! A decisão veio equiparar os direitos dos jornalistas de O MIRANTE aos da Clara Ferreira Alves que ainda há duas semanas, contava no Expresso, a triste história do seu querido Twingo e de uma companhia de seguros que parece que não é OK, desculpa lá o inglesismo. Eu cá por mim não gostava nada de ser equiparado à Clara Ferreira Alves, pelo menos em matéria de pernas e corte de cabelo, mas que gostava de poder zurzir como ela em algumas seguradoras, sem ninguém a meter-me em tribunal, lá isso gostava. Gostava eu e todos os portugueses que têm histórias de companhias de seguros para contar, metam elas Twingos ou Fiates Punto. Infelizmente ainda não há seguros contra…seguradoras. Pus-me a divagar e já me esquecia de falar na janela de oportunidades (estou a falar bem, não estou??!!!) que se abre para os arrumadores em Santarém. Até agora tinham um campo de manobra reduzido para a caça à moedinha. No futuro com estacionamento pago em todo o lado podem melgar-nos à farta enquanto andamos do carro para a máquina e da máquina para o carro. Haja alguém feliz neste Mundo, Serafim. Haja alguém feliz. Um abraço bem aparcadoManuel Serra d’Aire

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...