uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Cartaxo isenta microempresas de pagamento da derrama

Edição de 22.09.2010 | Economia
Apoiar as empresas para promover o emprego e atrair novos investimentos é o objectivo da redução de 50 por cento da taxa da derrama no Município do Cartaxo para 2011. O executivo municipal aprovou, por unanimidade, esta terça-feira, a fixação da taxa da derrama em 0,675 por cento, uma redução para metade em relação ao que foi fixado em 2010, 1,35 por cento. As microempresas com volume de negócios até 150 mil euros ficam isentas do pagamento da derrama. Para o presidente da Câmara do Cartaxo, Paulo Caldas (PS), a proposta aprovada segue a estratégia empreendida desde 2002 de redução progressiva da taxa da derrama. Começou em 10 por cento em 2002 e em 2007 era de seis por cento. Com a alteração do cálculo do imposto, que passou a incidir sobre o lucro tributável das empresas, a derrama passou para 1,5 por cento em 2008 e de 1,35 por cento em 2009 e 2010.Apesar de concordarem com a proposta, os vereadores do PSD lembraram que ainda não existem zonas industriais disponíveis no concelho para instalação de empresas de média e grande dimensão. “Onde está área para se instalar uma empresa com mais de 15 trabalhadores”, questionou Paulo Neves. Paulo Caldas sublinhou que, face aos tempos difíceis por que passam os empresários para manterem os seus negócios e postos de trabalho, a redução da derrama é um sinal claro de apoio e de incentivo ao tecido empresarial, em particular às micro e pequenas empresas mais vulneráveis.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...