uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
USF Locomotiva garante médico para todos no Entroncamento

USF Locomotiva garante médico para todos no Entroncamento

Unidade de Saúde Familiar foi inaugurada no dia 15 de Setembro

Pertencente ao Agrupamento de Centros de Saúde Serra d’Aire, abrange 14.200 utentes, 6.500 dos quais ainda não tinham médico de família atribuído.

Edição de 22.09.2010 | Sociedade
“O Entroncamento vive, neste momento, uma reforma ao nível dos serviços primários de saúde”. Foi deste modo que o secretário de Estado adjunto e da Saúde, Manuel Pizarro, se referiu ao facto de toda a população residente no concelho passar a ser servida por médico de família na sequência da abertura da nova Unidade de Saúde Familiar (USF) “Locomotiva”, a funcionar provisoriamente em contentores, ao lado do actual Centro de Saúde. O governante considerou esta USF como “um instrumento de coesão social” e que, prestando um atendimento 24 horas por dia, coloca “os cidadãos no centro do sistema”. A unidade entrou em funcionamento no dia em que o Sistema Nacional de Saúde comemorou 31 anos, a 15 de Setembro. A estrutura, pertencente ao Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Serra d’Aire, é composta por oito médicos, oito enfermeiros e seis assistentes técnicos e vai abranger 14.200 utentes, 6.500 dos quais não tinham médico de família atribuído. Antes de descerrar a placa à entrada dos contentores onde funciona a USF – alugados pela tutela durante um período de dois anos pelo valor de 480 mil euros - Manuel Pizarro visitou as obras de ampliação do edifício do Centro de Saúde que devem ficar concluídas em 2012. “A Locomotiva começou hoje a andar, dando mais e melhores condições à população do Entroncamento”, destacou Isabel Vital, coordenadora da USF, mostrando-se satisfeita com a concretização de um projecto que já vem sendo aflorado há muitos anos, embora tenha tido no passado outros formatos e designações. “Estamos todos conscientes do enorme trabalho que vamos ter pela frente mas todos estamos motivados com este projecto, trabalhando em estreita colaboração com todas as outras unidades de saúde deste ACES”, frisou, enaltecendo o facto do terreno onde os contentores da USF estão instalados provisoriamente ter sido cedido gratuitamente pelo proprietário do mesmo. Já o presidente da autarquia, Jaime Ramos (PSD), mostrou-se satisfeito por, no Entroncamento, existir médicos de família para todos os utentes. “Sinto-me satisfeito, acima de tudo, porque a população do Entroncamento vai ter médicos. Desde sempre que me lembro de ouvir dizer que faltavam médicos. Era um problema que existia há dez, doze anos, ainda era eu vereador”, afirmou o autarca. Pedro Marques, director do ACES Serra D’Aire garantiu que ainda que vão entrar dois novos médicos internos na USF do Entroncamento.Já o secretário de Estado, Manuel Pizarro, mostrou-se agradavelmente surpreendido com a reorganização dos serviços de saúde primários no Entroncamento e leu mesmo algumas das frases constantes no folheto informativo da USF Locomotiva. “Não o trouxe de Lisboa comigo. Está aqui para todos lerem. Consulta aberta, atendimento no próprio dia, todos os dias, entre as 08h00 e as 20h00”, declamou, considerando que o facto de todos os utentes do concelho ficarem com médico de família representa o objectivo que as 256 USF do país querem alcançar. Unidade de Cuidados Continuados serve comunidade 365 dias do anoNesse dia, a par da entrada em funcionamento da USF “Locomotiva”, arrancou também a nova Unidade de Cuidados Continuados na Comunidade (CCE), uma estrutura que de acordo com a enfermeira Sónia Pereira, directora desta unidade, vai funcionar 365 dias por anos. estando a equipa orientada para intervir em populações de risco. A responsável aproveitou a presença do secretário de Estado para referir que a equipa está organizada, mas faltam recursos, nomeadamente na área dos cuidados paliativos. “Falta um médico e, na área da psicologia, um especialista em saúde mental”, afirmou. Manuel Pizarro mostrou-se sensível aos apelos e disse que ia estudar o assunto que depende também de questões orçamentais.
USF Locomotiva garante médico para todos no Entroncamento

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...