uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Ourém dá a conhecer diplomata do século XVII que fez carreira no Oriente

Ourém dá a conhecer diplomata do século XVII que fez carreira no Oriente

Edição de 07.12.2010 | Cultura e Lazer
Natural do Zambujal, freguesia de Atouguia, Ourém, Francisco Vieira de Figueiredo foi um diplomata do século XVII que fez o seu percurso no Oriente. Em mais uma das sessões do “Acontece no Museu”, no Museu Municipal de Ourém, António Baptista, da Associação Sénior de Ourém, e o economista Sérgio Ribeiro apresentaram uma figura desconhecida da região que ambos têm procurado estudar. Na noite de sexta-feira, dia 3, a sala esteve cheia.Segundo António Batista, que se tem debruçado mais sobre o tema, Francisco Vieira de Figueiredo terá saído do Zambujal com cerca de 12 anos em direcção a Goa, na Índia, nunca tendo chegado a regressar a Portugal. Capitão Geral na região entre Goa, Macau e Filipinas, gerindo o comércio português na zona, terá morrido envenenado. Grande parte da informação conhecida sobre esta figura foi descoberta por António Baptista na Torre do Tombo, num processo do Santo Ofício datado de 1650. Sérgio Ribeiro intitulou-o do “Fernão Mendes Pinto do Zambujal” e apelou ao estudo das figuras da história de Ourém. “É o tempo de procurar fazer algo pela nossa auto-estima”, disse.O vice-presidente da Câmara de Ourém, José Alho (PS), partilhou esta ideia. “Era interessante agarrar estas figuras. Penso que o nosso sistema de ensino permite colocar os estudantes a estudar a nossa realidade histórica local”.
Ourém dá a conhecer diplomata do século XVII que fez carreira no Oriente

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...