uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Deputados do PS defendem Governo e apontam investimento na região

Acusam críticos do PIDDAC de desconhecerem a realidade e de utilizarem argumentos falsos
Edição de 07.12.2010 | Política
Os deputados do Partido Socialista eleitos pelo círculo de Santarém saíram a terreiro para defender o Governo no que toca aos investimentos em curso ou previstos para a região, criticando ainda os partidos da oposição que se manifestaram contra a redução de verbas do Plano de Investimentos e Despesas para o Desenvolvimento da Administração Central para o distrito em 2011.Em particular, os deputados socialistas apontam o dedo aos deputados do PSD, acusando-os de desconhecimento da realidade e de utilizarem argumentos falsos, já que o PIDDAC, dizem, apenas espelha parte do investimento do Estado na região, ao contrário do que sucedia há alguns anos.“Só o investimento já em obra no ano de 2010 na área da Educação é superior a todos os PIDDAC de todos os governos dos últimos 15 anos. No nosso distrito o investimento no Programa de Modernização das Escolas do Ensino Secundário é superior a 100 milhões de euros”, dizem, apontando a lista de estabelecimentos de ensino que foram requalificados um pouco por toda a região.No Programa Nacional dos Centros Escolares foram aprovadas 28 candidaturas, representando um investimento global de mais de 63,5 milhões de euros, recordam ainda os parlamentares do PS, acrescentando que a construção da Escola Superior de Desporto de Rio Maior, já em curso, está orçada em mais de 15 milhões de euros.Os deputados do PS apontam ainda obras em curso, como o IC9, ou previstos para breve, como as novas esquadras da PSP de Ourém e Cartaxo e o novo posto da GNR de Alcanena como exemplos do investimento que o Governo socialista tem feito na região. Para os quartéis de bombeiros de Abrantes, Coruche, Samora Correia, Ourém e Caxarias estão consignados mais de 5 milhões de euros em 2011 e os centros de saúde de Fátima e Riachos custarão mais de 1,5 milhões, adiantam.“Assim, reagindo contra os que só dizem mal e nem sequer conhecem a realidade, apelamos a todos os ribatejanos de Coruche a Mação que possamos em conjunto e união de esforços fazer valer as nossas sinergias e lutar contra a crise e a desregulação dos mercados internacionais, de forma a criar condições para potenciar o crescimento económico e com ele o trabalho e o emprego, a prosperidade e o bem estar”, concluem.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...