uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Luís Ferreira é o novo director da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes

Luís Ferreira é o novo director da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes

Responsável espera que novas instalações sejam uma realidade a breve trecho
Edição de 07.12.2010 | Sociedade
A afirmação regional e nacional, assim como desafios de nível internacional, sobretudo em Angola, são os grandes objectivos que Luís Ferreira apresentou aos presentes na cerimónia de tomada de posse como director da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA). Na manhã de quinta-feira, 2 de Dezembro, o novo responsável defendeu ainda o incremento da ligação entre a ESTA e o tecido empresarial, de forma a “encurtarmos a distância entre o diploma e a prática”. Para a Câmara Municipal de Abrantes ficou o desejo de ver concretizadas as ambicionadas novas instalações. Luís Ferreira iniciou o seu discurso lembrando a crise económica, de que a ESTA e o Instituto Politécnico de Tomar (IPT) não escapam. Na busca de oportunidades, o novo director referiu que deixou em Angola um projecto do IPT e negociações com várias instituições académicas, sublinhando a importância de apostar na ligação aquele país, onde “tudo está por fazer”. “Angola é apenas um exemplo, haverá outros países onde haverá vantagens para ambas as partes”.Por outro lado, “sempre defendi uma ligação forte entre o ensino superior e as empresas”. As vantagens são mútuas, lembrou, tanto para a qualidade do ensino oferecido aos estudantes como para as empresas. Referindo que a “ESTA é uma mais-valia para a cidade de Abrantes”, dirigiu-se à presidente do município, Maria do Céu Albuquerque, destacando que as instalações actuais “já não servem aos nossos ambiciosos propósitos”. A conquista de novos alunos, a criação de mais cursos, serão algumas das vantagens do novo espaço. Já o presidente do IPT, Eugénio de Almeida, lembrou os desafios que enfrentou enquanto primeiro director da ESTA. Se durante muitos anos Portugal apostou sobretudo na construção de estradas, universidades ou hospitais, nos últimos anos esse desenvolvimento virou-se para a Educação. “Agora é o momento de analisar as opções tomadas e enquadrá-las no contexto europeu”.O director cessante, Miguel Pinto dos Santos, recordou o seu mandato, que começou “por uma fase difícil”, em que as dificuldades financeiras levaram a dispensar vários docentes. Num momento final, lançaram-se novos projectos ao serviço da comunidade, como uma rádio ou uma televisão on-line. “Foi para mim um privilégio dirigir a ESTA”, disse.
Luís Ferreira é o novo director da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...