uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Conselho de arbitragem da AFS demite-se

Edição de 15.12.2010 | Desporto
O Conselho de Arbitragem do AF Santarém demitiu-se em bloco. Os sete membros agora demissionários alegaram motivos pessoais para a saída. As cartas de demissão foram entregues quinta-feira à noite, numa atitude que apanhou toda a Direcção da Associação de Futebol de Santarém de surpresa.Entretanto O MIRANTE contactou o ex-presidente do Conselho de Arbitragem, Domingos Tarouco que não quis entrar em grandes explicações, garantindo apenas que ainda não sabe se a sua demissão e as dos seus companheiros foi aceite. “Pelo que me parece fomos demitidos pela direcção da AFS, do presidente da assembleia-geral não recebemos nenhum documento”, garantiu.Domingos Tarouco, acabou por adiantar que o dia a dia do concelho se estava a degradar progressivamente. “Nem um funcionário tínhamos a acompanhar as nossas reuniões. Parece que há muito tempo que o presidente da associação queria tomar em mãos as nomeações” referiu.O presidente da Associação, Rui Manhoso garantiu a O MIRANTE, que não esperava este desfecho, “nem nunca se verificou qualquer quebra de confiança por parte da direcção no Conselho de Arbitragem”.Daí a sua surpresa pela decisão dos elementos do Concelho de Arbitragem. Quanto à questão do funcionário, Rui Manhoso garantiu que há um funcionário a trabalhar a tempo inteiro para o Conselho de Arbitragem. “O problema só acontecia quando as reuniões ultrapassavam as 18h00, e o funcionário terminava o seu dia de trabalho. Nós não podemos pagar horas extraordinárias. Com os restantes funcionários temos um entendimento de que quando ficam a trabalhar connosco até mais tarde, tiram depois o tempo de folga”.Quanto à aceitação da demissão foi-nos comunicada pelo presidente da Assembleia-Geral para que o comunicássemos aos elementos demissionários. “Não tivemos qualquer interferência no acto, o demissão foi despachada oficialmente, a direcção limitou-se a cumprir o pedido do presidente da assembleia”.Por outro lado, Rui Manhoso garante que perante a situação a direcção, foi obrigada a trabalhar depressa e esclarece que as demissões não vão afectar as nomeações para os jogos do distrito de Santarém e que, até à eleição de novo Conselho de Arbitragem, ficará uma comissão responsável pelas nomeações e classificações dos árbitros.“Vamos levar a efeito uma reunião com os árbitros para lhes explicar a situação, de modo a que não se criem divisões ou polémicas. Queremos que esta fase de transição se faça sem problemas,.Vamos pedir a ajuda aos árbitros”, garantiu Rui Manhoso.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...