uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Novas Oportunidades da Escola Profissional de Salvaterra de Magos registou um milhar de inscrições

Novas Oportunidades da Escola Profissional de Salvaterra de Magos registou um milhar de inscrições

Metas definidas pela Agência Nacional para a Qualificação foram atingidas pelo segundo ano consecutivo

Em 2010 mais de mil pessoas inscreveram-se no Centro de Novas Oportunidades da Escola Profissional de Salvaterra de Magos para obterem certificações do ensino básico e secundário. Além da entrega de diplomas a alguns alunos finalistas, houve tempo para assinar acordos de cooperação com instituições de Benavente, Coruche e Salvaterra.

Edição de 15.12.2010 | Economia
Mais de um milhar de pessoas inscreveram-se, este ano, no Centro de Novas Oportunidades (CNO) da Escola Profissional de Salvaterra de Magos para melhorar o seu grau de escolaridade e obter a certificação de equivalência ao ensino básico e secundário. As mil inscrições permitiram à instituição atingir, pelo segundo ano consecutivo, as metas e os objectivos definidos pela Agência Nacional para a Qualificação e pelo Ministério da Educação, que apenas exigiam 800 inscrições.“São valores que nos deixam muito orgulhosos e com vontade de continuar a abraçar novos desafios. Eu sou da geração em que muitas crianças iam descalças para a escola. Sou da geração em que era difícil tirar um curso profissional, só estudavam pessoas que tinham dinheiro. Os outros ficavam com a quarta classe, mesmo quando eram pessoas que tinham capacidades. Temos pessoas que são torneiros mecânicos que sabem imenso de geometria descritiva e matemática”, afirmou Salomé Rafael, presidente do conselho de administração do estabelecimento de ensino, na cerimónia de entrega de diplomas a 30 finalistas, realizada na noite de 13 de Dezembro, no auditório da escola.“Nesta escola não se pagam horas extraordinárias, há pessoas no CNO e na formação inicial da escola que começam a trabalhar às 09h00 e à meia noite ainda continuam a trabalhar. É preciso gostar do que se faz. Lembro-me dos técnicos, que tratam das candidaturas e têm sempre prazos para ontem. Não há nada que possa pagar isto”, afirmou Salomé Rafael. Nos últimos 20 anos de vida da escola já foram formadas e certificadas 4 mil pessoas. Na sessão de entrega dos diplomas estiveram presentes os presidentes de câmara dos municípios com quem a escola tem protocolos assinados: António José Ganhão (Benavente), Ana Cristina Ribeiro (Salvaterra de Magos) e a vereadora da educação de Coruche, Fátima Galhardo, que substituiu o presidente Dionísio Mendes.A sessão serviu também para o centro assinar protocolos de cooperação com a Junta de Freguesia do Granho, Junta de Freguesia de Salvaterra de Magos, Casa do Benfica de Samora Correia e Biblioteca Municipal de Salvaterra de Magos. Os documentos assinados, segundo Mário Gonçalves, director do CNO, visam alargar a rede de itinerâncias, fazendo dela uma das maiores do país. “Isso vai permitir que mais pessoas que não se podem deslocar a Salvaterra vejam reconhecidas e certificadas as suas competências dentro das suas próprias freguesias”, explicou a O MIRANTE.Em resposta aos que ainda criticam o programa – acusando-o de ser pouco exigente e de dar equivalência de ensino sem qualquer esforço dos alunos – o responsável limita-se a dizer que “são críticas sem sentido de velhos do Restelo” e que o programa Novas Oportunidades “é para continuar porque está a ser um caso de sucesso”.
Novas Oportunidades da Escola Profissional de Salvaterra de Magos registou um milhar de inscrições

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...