uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Câmara de Coruche aprova orçamento para 2011

Câmara de Coruche aprova orçamento para 2011

Maioria PS garante que, apesar das dificuldades, 2011 será de grandes investimentos
Edição de 15.12.2010 | Política
Contenção das despesas correntes e aproveitamento máximo dos fundos comunitários são duas ideias chave das Grandes Opções do Plano e do Orçamento para 2011 do Município de Coruche, no valor de 27,3 milhões de euros. Ambos os documentos foram aprovados na última reunião do executivo com os votos favoráveis dos cinco vereadores do PS e os votos contra dos dois vereadores da CDU.O vereador da CDU, Rodrigo Catarino, duvida da execução prevista para 2011 e dá como exemplo a quebra de receitas como a derrama (menos 191 mil euros), transferências do Estado (menos 361 mil euros), duvidando que a receita global cresça até perto de dois milhões de euros.Rodrigo Catarino percorreu as obras previstas no Plano Plurianual de Actividades para recordar que o quartel dos bombeiros, a requalificação da praça da Liberdade, o edifício administrativo do estádio municipal, a ponte das Courelinhas ou a estrada de ligação das Courelinhas à Branca são obras com verbas definidas para 2011 mas que já faziam parte dos planos da câmara, umas em 2009, outras em 2010. “Nestes documentos não há apoio a centros de dia e ao lar da Lamarosa, entidades fundamentais em termos sociais. Estão previstos menos 32 mil euros em apoios sociais escolares e menos 12 mil euros às instituições. A câmara esquiva-se desse papel quando mais o deveria fazer face às medidas aplicada pelo Governo”, defendeu Rodrigo Catarino.Na resposta, o vice-presidente da câmara lembrou que o aumento de receita previsto tem em conta as comparticipações comunitárias conquistadas. “Só com solidez financeira a câmara pode fazer face ao correspondente do investimento do município de Coruche”, argumentou Francisco Oliveira.Fátima Galhardo (PS) acusou o vereador da coligação de ver tudo pelo lado negativo, em dez anos de gestão PS, exemplificando com os apoios à aquisição de material, livros escolares e passes escolares, assumidos pela câmara.O presidente da autarquia recordou os apoios sociais da autarquia à construção da Unidade de Cuidados Continuados da Misericórdia (500 mil euros) e o reforço de cinco por cento no apoio às famílias. “Vamos receber menos 550 mil euros do Orçamento de Estado em 2010 e no final de 2011 isso deve ascender a 950 mil euros. Prevemos a realização de despesa de capital na ordem dos 2,5 milhões de euros mas também prevemos fazer poupança fruto da aposta que estamos a fazer na eficiência energética, em combustíveis e noutros gastos correntes”, referiu Dionísio Mendes (PS).As obras principais e a folga nas contasA construção dos núcleos escolares de Lamarosa e Fajarda, do centro escolar de Coruche, a requalificação urbana na Branca e no Biscainho, a construção do novo quartel dos bombeiros e do açude-ponte, requalificação do mercado municipal, a conclusão da requalificação da estrada que liga Coruche à Lamarosa e do edifício administrativo do estádio municipal são os principais projectos. “A criação de habitação social não é uma urgência. Apesar das dificuldades, 2011 vai ser um ano de crescimento económico e trará desenvolvimento”, garantiu Dionísio Mendes revelando que a autarquia prevê fechar as contas de 2010 com um saldo de dois milhões de euros. Propostas de MIC e PSDMovimento Independente de Cidadãos (MIC) por Coruche e PSD não têm assento no executivo municipal mas estão representados na assembleia municipal e fizeram chegar as suas propostas à câmara. O MIC Coruche propõe, entre outras matérias, a conclusão do arranjo urbanístico da marginal a partir do café Tadeia, a intervenção em edifícios degradados do centro histórico, a aquisição do edifício do antigo café Coruja para possível biblioteca temática, a criação de área de lazer com parque de merendas e lazer na margem esquerda do Sorraia ou a criação de um corpo de polícia municipal. Por parte do PSD sugerem-se outras intervenções. Lembram a necessidade de avançar com a remodelação do edifício dos Paços do Concelho e com a melhoria das condições de funcionamento de executivo e assembleia municipal. Sugere o avanço do loteamento municipal do Biscainho, da criação de habitação social e propõe a reabilitação da entrada poente da vila de Coruche e da margem esquerda do Sorraia. A construção de nova biblioteca e de ringues polivalentes e parques infantis em todas as freguesias e a manutenção do posto do Couço da GNR são outras propostas.
Câmara de Coruche aprova orçamento para 2011

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...