uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Mesmo sem iluminações de Natal há uma verdadeira luz que brilha nas trevas

Mesmo sem iluminações de Natal há uma verdadeira luz que brilha nas trevas

Mensagem de Natal do Bispo de Santarém
Edição de 15.12.2010 | Sociedade
Numa altura em que algumas câmaras municipais decidiram cortar nas despesas com as iluminações de Natal, o Bispo de Santarém, aproveita a sua tradicional mensagem de Natal para falar de um outro tipo de luz. Uma luz que brilha nas trevas. Uma luz a que é dada menos importância que a luz artificial e colorida que pisca nas ruas e lojas mas que é afinal a verdadeira luz. Aquela que pode iluminar a humanidade. “Façamos brilhar a luz à nossa volta. Eis um bom programa de Natal para viver a vida inteira. Sejamos uma presença amiga para quem sofre a solidão, prestemos atenção a quem está esquecido, levemos o sorriso a quem anda triste, estendamos a mão a quem jaz caído, procuremos curar as feridas de quem sofre, manifestemos a nossa fé a quem vive sem esperança. Estejamos atentos às carências e manifestemos a nossa solidariedade a quem precisa de ajuda. Vivamos o Natal no seu significado profundo de começo de um mundo de paz, alegria e fraternidade”, escreve D. Manuel Pelino Domingues.O responsável pela Diocese de Santarém deseja que a luz especial do Natal nos ajude a vencer a tristeza, o desânimo, a escuridão e o pecado.“O símbolo da luz, tão representativo desta quadra, corresponde à procura das pessoas de todos os tempos, e da nossa época em particular. Todos ansiamos por uma luz mais intensa, ou seja, por uma fé mais clara, uma esperança mais viva, um amor mais forte. Todos procuramos combater as nuvens negras que ameaçam esconder o sol, vencer a tristeza que escurece a alegria. Que a luz do nascimento de Cristo nos ajude a superar as trevas do pecado, a escuridão do medo, as sombras do desânimo e faça resplandecer em nós o esplendor da glória de Deus” (…) “Que a luz brilhe no coração de cada um e ilumine a vida de todos os dias; que o calor da fraternidade caracterize a nossa vida e estilo quotidianos, são os meus votos de Natal. Jesus nasceu para ser a luz de todo o homem que vem a este mundo”, deseja D. Manuel Pelino Domingues.
Mesmo sem iluminações de Natal há uma verdadeira luz que brilha nas trevas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...