uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Portugueses vão gastar menos em compras neste Natal

Portugueses vão gastar menos em compras neste Natal

Inquérito conclui que os consumidores estão preocupados em manter os orçamentos controlados
Edição de 21.12.2010 | Economia
Os portugueses pretendem gastar menos em compras de Natal este ano, segundo o inquérito "GfK Christmas Gifts", que conclui que os consumidores estão "muito preocupados em manter os orçamentos controlados". O "GfK Christmas Gifts" foi realizado pela empresa de estudos de mercado GfK para o jornal The Wall Street Journal e propôs-se aferir as intenções de compra dos consumidores na época de Natal. Abrange 16 países, num total de 15.750 entrevistados com 15 ou mais anos. Em Portugal foram contactadas pessoalmente 1.250 pessoas. De acordo com o estudo, 53,7 por cento dos consumidores portugueses pretendem poupar mais este Natal, uma tendência generalizada no resto da Europa, em comparação com as intenções manifestas há três anos, antes da crise financeira.O estudo assinala que os comportamentos dos consumidores portugueses se aproximam mais dos da Europa Central do que dos da Europa Ocidental, estando, em termos europeus, “entre os que revelam maior sentimento de poupança”. Neste campo, Portugal apenas é ultrapassado pela Bulgária, Hungria e Roménia. Já os consumidores da Suécia e do Reino Unido dizem que pretendem gastar este ano mais 20 por cento do que em 2007 nas compras de Natal.Os centros comerciais e as grandes superfícies são os locais eleitos pelos portugueses para as compras de Natal, com 65 por cento dos consumidores a admitirem esta preferência, contra 28,8 por cento a optarem pelo comércio tradicional.No resto da Europa, os belgas são os que apresentam maior preferência pelo comércio tradicional (36 por cento), seguidos pela Holanda (35 por cento) e pela Espanha (nove por cento).Quanto às compras online, apenas um por cento dos portugueses opta por esta via, sendo que, no conjunto, cinco por cento dos europeus afirmam recorrer às compras pela Internet, um valor que quase duplicou face a 2007, ano em que este indicador era de três por cento.Quanto ao tipo de presentes, a prioridade de escolha recai na sua utilidade, uma tendência mais expressiva entre os portugueses e os consumidores da Europa Central. Mais de metade dos portugueses inquiridos, 62,3 por cento, pretendem oferecer roupa ou acessórios, opções que também lideram as preferências na Europa Ocidental (57 por cento) e Central (49,1 por cento).Em segundo lugar na lista de presentes de Natal dos portugueses estão os brinquedos (46,8 por cento), seguindo-se os livros (23,7 por cento) e os produtos alimentares e bebidas (21,7 por cento). Também os produtos de beleza e perfumes estão na lista de compras dos portugueses para este Natal, com 19,3 por cento dos consumidores a preferirem este tipo de presentes.O inquérito, cujos resultados foram agora divulgados, foi realizado em Setembro em 12 países europeus, nos Estados Unidos, no Brasil, na Colômbia e na Índia.
Portugueses vão gastar menos em compras neste Natal

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...