A terra famosa pelo vinho

O concelho do Cartaxo, localizado aproximadamente a 60 Km de Lisboa e a 15 de Santarém, tem cerca de 23.000 habitantes, 158,2 Km2 de área e é composto por oito freguesias: Ereira, Lapa, Pontével, Valada, Vale da Pedra, Vale da Pinta, Vila Chã de Ourique e Cartaxo. Integra a sub-região da Lezíria do Tejo e faz fronteira com os municípios ribatejanos de Azambuja, Santarém, Rio Maior e Salvaterra de Magos.Coberto por uma boa rede de estradas nacionais e municipais, o Cartaxo tem acesso directo à A1 e é ainda atravessado pela linha ferroviária do Norte (situa-se no concelho o importante nó ferroviário do Setil que dá acesso ao ramal de Vendas Novas). O rio Tejo desenha-lhe ainda a fronteira a sul com Salvaterra de Magos e oferece às embarcações de recreio o recuperado embarcadouro de Valada. O município do Cartaxo tem investido fortemente na requalificação urbana e na rede de infra-estruturas e equipamentos que cobrem praticamente todas as áreas. O vinho continua a ser uma marca de referência desta região onde o rural e o urbano se harmonizam e confundem. A agricultura, a pecuária e a vitivinicultura são actividades predominantes, mas a indústria e o sector terciário já têm um peso relevante.Rezam as crónicas que o Cartaxo já existia antes da fundação da nacionalidade portuguesa. Foi uma das muitas povoações vítimas das lutas entre muçulmanos e os cristãos hispano-godos, principalmente por estar próximo de Santarém, pois a posse desta praça foi por largo tempo disputada por cristãos e mouros. Em 2010, o Cartaxo, elevado a cidade há 15 anos, festeja 195 anos de elevação a concelho.* Informações disponibilizadas no site da câmara municipal www.cm-cartaxo.pt

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo