uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Presidente do Pombalinho diz que a freguesia está a ser entregue a retalho ao concelho da Golegã

Presidente do Pombalinho diz que a freguesia está a ser entregue a retalho ao concelho da Golegã

Luís Júlio lança apelo à Câmara de Santarém devido à grave situação social que atravessa a freguesia
Edição de 21.12.2010 | Política
O presidente da Junta do Pombalinho diz que a sua freguesia “está ser entregue a retalho a outro concelho”, no caso o da Golegã, e que “talvez seja altura de reflectir na entrega por atacado”, pois assim, “talvez 95 por cento dos problemas da freguesia já estivessem resolvidos”. Uma alusão ao facto de a escola primária do Pombalinho já integrar o Agrupamento de Escolas da Golegã e os cidadãos, ao nível da saúde, estarem agregados à nova Unidade de Saúde Familiar da Golegã.O independente Luís Júlio intervinha na última sessão da Assembleia Municipal de Santarém, realizada sexta-feira, onde alertou o executivo camarário para a grave situação social que se vive na sua freguesia e criticou o esquecimento a que tem estado votada pelo município.Ressalvando que é dos que prefere continuar ligado a Santarém, Luís Júlio pediu uma reunião com carácter de urgência ao executivo da Câmara Municipal de Santarém para dar conta da “situação dramática” que se vive nessa freguesia rural que faz fronteira com o concelho de Golegã. O autarca lamentou que o orçamento municipal aposte essencialmente em investimento na cidade e que as transferências financeiras mensais da câmara para as juntas de freguesia estejam com seis meses de atraso. O que está a causar grave asfixia financeira à sua freguesia.“No ano passado solidarizámo-nos com a Câmara de Santarém, mas com este orçamento para 2011 vamos ter mais dificuldade em resistir. Ao ver os investimentos apresentados para o concelho pelo vereador João Leite fico com dúvidas sobre o que é o concelho de Santarém. Porque vi investimentos para uma freguesia rural e o resto é para a cidade. E o concelho tem 28 freguesias…”, disse, acrescentando que com este orçamento não sabe como vai resolver questões básicas do dia a dia.O presidente de junta diz que nas Grandes Opções do Plano para 2011 não surge uma única vez mencionada a sua freguesia, que apenas possui uma colectividade, a Casa do Povo, que “nem mil euros tem inscritos” para apoio às suas actividades. Segundo Luís Júlio, o diagnóstico social do concelho aponta a freguesia do Pombalinho como a que tem maior taxa de analfabetismo, menos taxa de jovens com menos de 14 anos, maior taxa de pessoas com mais de 65 anos e maior taxa de pessoas viúvas. Pelo que necessita de atenção especial.O presidente da Câmara de Santarém, Francisco Moita Flores (PSD), reconheceu que a freguesia do Pombalinho tem carências especiais e manifestou abertura para corrigir essa situação. “Temos de nos aproximar mais”, disse o presidente da câmara dirigindo-se ao autarca da freguesia.
Presidente do Pombalinho diz que a freguesia está a ser entregue a retalho ao concelho da Golegã

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...