uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Ano novo é recebido com apreensão mas o velho termina em festa

Edição de 28.12.2010 | Cultura e Lazer
O ano de 2011 vai ser recebido de forma apreensiva pela maioria da população. Desejos de que a crise económica não se faça sentir de forma tão agreste como tem sido vaticinada vão acompanhar a maioria das passas consumidas na meia-noite de 31 de Dezembro. Apesar de pouco optimistas em relação ao ano que vem, a noite de revéillon não deixa de ser de festa. A companhia de familiares e amigos é imprescindível para todos, na última noite do ano.Os mais jovens optam por comemorar entre amigos e dar um salto numa das festas que vão ocorrer em Santarém, como é o caso de Filipe Costa, Filipa Calado e Inês Henriques que esperam assistir ao espectáculo que conta com a presença de ex-participantes do concurso televisivo Ídolos no Largo do Seminário. Já Bruno Santos, que pouco liga à última noite do ano, vai decidir o seu destino conforme correr o jantar que vai ter com familiares e amigos.Quanto a superstições, Joana Fidalgo, que sonha assistir ao famoso fogo-de-artifício da Madeira, não dispensa a roupa interior azul ou, no caso de Inês Henriques, uma peça de roupa nova, embora afirme que até agora nunca foi muito eficaz. Menos longo mas igualmente festivo será o revéillon de Filipa Cruz, assistente de bordo de Alverca, que terá de trabalhar cedo no dia 1 de Janeiro. “Vai ser uma noite curtinha, mas vou fazer um jantar para os amigos e vai ser giro na mesma”, espera. Se tivesse total liberdade, Filipa Cruz gostaria apenas de poder festejar até de manhã num sítio à beira-mar.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...