uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Águas do Ribatejo e Quercus juntas na promoção do uso racional de água

Águas do Ribatejo e Quercus juntas na promoção do uso racional de água

Protocolo seguiu-se à abertura da unidade de atendimento da empresa em Salvaterra de Magos

Acordo estabelece a realização de acções nas escolas, o estudo de consumos de água nos estabelecimentos de ensino e a adopção de medidas para os reduzir, bem como a promoção de concursos para a realização de trabalhos escolares sobre a água.

Edição de 28.12.2010 | Sociedade
A empresa intermunicipal Águas do Ribatejo (AR) assinou um protocolo com a associação ambientalista Quercus para a realização de iniciativas conjuntas que visam a sensibilização das populações para o uso racional da água.O presidente da AR, José Sousa Gomes, disse que a empresa quis associar uma ONG que “é muito acreditada junto das populações” para participar, “com o seu conhecimento e pareceres”, num esforço já iniciado junto das populações para consumo racional da água. O protocolo estabelece, nomeadamente, a realização de acções nas escolas, o estudo de consumos de água nos estabelecimentos de ensino e a adopção de medidas para os reduzir, e a promoção de concursos para a realização de trabalhos escolares sobre a água.A apresentação de uma rubrica diária nas rádios locais, da responsabilidade da Quercus, a disponibilização de um simulador de consumos de água no sítio www.aguasdoribatejo.com e a produção de campanhas de sensibilização junto dos utentes dos sistemas de água e saneamento da empresa, são outras iniciativas previstas.A empresa espera com esta parceria poder aprofundar os conhecimentos sobre o perfil de consumo de água, sobretudo no sector doméstico, para melhor gestão deste recurso natural.Sousa Gomes disse que a incidência de acções no público escolar se deve ao facto de este ser um escalão “onde mais facilmente se chega”, além de as crianças servirem de “educadores” junto dos adultos. Segundo o responsável, a intervenção nas escolas inclui também a realização de visitas de estudo às infraestruturas da empresa, para que as crianças “conheçam a sua complexidade e também o seu custo”.O também presidente da Câmara Municipal de Almeirim inseriu esta preocupação da empresa que gere a água e o saneamento de seis municípios da Lezíria do Tejo na verificação de que a água para consumo “não merecia o respeito que devia da população”, percebendo-se um esbanjamento deste recurso e um certo desprezo pelo investimento feito na construção dos sistemas.“Quisemos estabelecer o respeito por esta questão do consumo, onde se insere igualmente o espírito da Quercus”, que, com a sua colaboração, vem “credibilizar” a intervenção da empresa, afirmou.Sousa Gomes acrescentou que a criação da empresa intermunicipal veio contribuir para reduzir o “esbanjamento”, porque as pessoas começaram a sentir o custo da água na factura. O mesmo aconteceu com os próprios municípios, que começam já a fazer captações alternativas para uso de água sem tratamento para regas e lavagens, disse, exemplificando com o caso de Almeirim.A assinatura do protocolo com a Quercus seguiu-se à abertura da unidade de atendimento da AR em Salvaterra de Magos, que funciona no edifício onde, desde Maio, está instalada a sede da empresa.Além desta unidade, estão a funcionar já as de Benavente e Almeirim, prevendo-se para 2011 a abertura de novas unidades de atendimento em Coruche, Chamusca e Samora Correia e a modernização da de Alpiarça.
Águas do Ribatejo e Quercus juntas na promoção do uso racional de água

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...