uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Inundações causam prejuízos em Pontével

Inundações causam prejuízos em Pontével

Conduta de esgoto pluvial entupida está na origem de inundações que serviços da Câmara do Cartaxo estão a tentar resolver

Alguns proprietários acreditam que raízes de uma árvore podem estar na origem do problema.

Edição de 28.12.2010 | Sociedade
Vários milhares de euros de prejuízo são o resultado de duas inundações ocorridas no espaço de três semanas na zona do campo de futebol das Marotas, em Pontével, concelho do Cartaxo. Depois da chuvada de 5 de Dezembro, a cena repetiu-se ao final da tarde de dia 20. O resultado foi o campo de futebol e instalações inundadas. O mesmo aconteceu numa empresa de medalhas, brindes e troféus e em casas particulares da zona. No campo de futebol das Marotas, o relvado sintético ficou com meio metro de água acumulada e fez arrastar seis mil euros de borracha colocada recentemente para tornar o campo jogável. O mesmo aconteceu nos balneários e outros gabinetes, situados abaixo do nível do campo, onde houve roupa e áreas sujas com lama e aparelhos de manutenção física danificados.Na Signatus, empresa com instalações ao lado do campo de futebol, a água fez retorno pela conduta entupida até aos ralos de diversas áreas da empresa. A água invadiu a oficina, o espaço de produção e escritório da firma de fabrico de brindes, troféus e medalhas.Desesperado com a água acumulada, o proprietário da empresa abriu à marretada buracos no muro do campo de futebol e nas paredes da empresa para que água escoasse. O pior foi que a água se acumulou num dos quintais e fez derrubar o muro de tijolo que o separava de outra habitação. No final de tarde e início da noite de 20 de Dezembro, os bombeiros municipais passaram várias horas a bombear água das zonas afectadas. Na casa de António e Rosa Mila, água e lama invadiram a cave onde estavam vários materiais e electrodomésticos. Ficaram também sem faisões e galinhas de criação. “Andei no quintal com água pelo peito. Encontraram garrafas de cerveja e uma rede na conduta”, referia agastado o proprietário da habitação.Tanto o dirigente do Grupo Desportivo de Pontével como o responsável da empresa Signatus consideram que o problema pode estar no quintal de António Mila, devido às raízes de uma árvore de grande porte. “Temos o campo há uma série de anos e o relvado é recente e não teve problemas. Pensamos que há uma árvore no quintal ao lado com raízes profundas que pode estar a entupir a conduta. A câmara não acredita na nossa opinião mas devem fazer obras rapidamente para detectar e resolver o problema”, refere António Pego.Revoltado estava Jorge Pisca pelo facto de a inundação se ter repetido 15 dias depois da primeira. “A primeira vez que acontece toleramos, a manilha entupiu e há uma inundação. Quinze dias depois ter uma enxurrada pior do que a primeira é inadmissível. A câmara é de uma inércia total e os maiores não dão a cara. Liguei para o presidente e vice-presidente para virem ver a situação e continua tudo na mesma”, conta o empresário.No dia seguinte à inundação, Jorge Pisca colocou um muro de 50 centímetros de altura na porta da oficina para precaver mais inundações da rua. O prejuízo é grande, com máquinas avaliadas em 4.800 euros a terem de ser substituídas e três máquinas de gravação paradas.O presidente da Junta de Pontével, José António Sobreira, concorda que algo deve estar a impedir a circulação de água na conduta naquele local e que cabe aos serviços da câmara detectar a situação e resolvê-la.O MIRANTE tentou contactar com o vice-presidente da Câmara do Cartaxo para obter mais esclarecimentos sobre a situação mas tal não foi possível até ao fecho desta edição.
Inundações causam prejuízos em Pontével

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...