uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Moradores da Loja Nova em Vila Franca de Xira reclamam arranjo de estrada

Moradores da Loja Nova em Vila Franca de Xira reclamam arranjo de estrada

Com as chuvas o caminho ficou em mau estado e têm-se verificado derrocadas

Uma pequena estrada nos Casais de Santo António, entre a Loja Nova e Cachoeiras, concelho de Vila Franca de Xira, que serve 17 famílias, está em mau estado e os moradores exigem uma intervenção urgente. Algumas pedras já se soltaram nas últimas derrocadas que se têm registado.

Edição de 28.12.2010 | Sociedade
A estrada dos Casais de Santo António, entre as zonas rurais de Cachoeiras e Loja Nova, no concelho de Vila Franca de Xira, precisa de uma intervenção urgente para evitar que mais derrocadas coloquem em risco as 17 famílias que ali residem.O alerta é dado a O MIRANTE pelos moradores, que além dos buracos e lama têm visto as águas da chuva invadir os seus terrenos acompanhadas de pedras que se vão desprendendo das encostas, como aconteceu no terreno de Alfredo da Cunha.“Isto não tem sido arranjado, não há bermas, as poucas que ainda existem estão cheias de lixo e as águas correm todas para a minha propriedade, deslocando pedras enormes das terras, como agora tenho uma atrás da minha casa. Isto é um perigo iminente”, conta com preocupação o morador. Os residentes queixam-se também do mau estado do piso, repleto de “crateras enormes” que dificultam a circulação e ainda da falta de iluminação, dos ribeiros entupidos, da lama e da inclinação perigosa da estrada. Vários muros de suporte de terras dos terrenos que ladeiam a estrada também têm cedido com a força das chuvas e as pedras têm caído para a estrada.“Por sorte não bateram em ninguém mas andam sempre aqui crianças a brincar. Algumas situações são perigosas, alguns muros estão mesmo a ceder, cada dia sinto que estão a ficar mais soltos. Isto parece um caminho de chão que só é usado para os moradores destas casas mas a verdade é que há muita gente que usa esta estrada como atalho entre a Loja Nova e as Cachoeiras. Esta não é só uma estrada para quem aqui vive”, critica Fernanda Lopes, residente.Segundo Albertina Dias, outra moradora, os veículos de socorro também encontram dificuldades para passar no local. “É tudo alcatrão e estrada boa até chegarem ao nosso cruzamento. Quando entram nesta estrada vêem que está numa vergonha. As ambulâncias passam, mas demoram muito tempo por causa dos buracos. Se houver uma emergência morremos aqui”, lamenta.Os moradores apontam o dedo à Câmara Municipal e à Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira, que acusam de ter “falta de vontade” para resolver o problema. “Bastava vir aqui com umas máquinas e colocar os ribeiros a escoar devidamente. A água já não se acumulava na estrada e nos terrenos sem qualquer controlo”, acrescenta Alfredo da Cunha, que levou o assunto à última assembleia de freguesia de Vila Franca de Xira, realizada no pavilhão do Grupo Desportivo e Cultural da Loja Nova. O presidente da Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira, José Fidalgo, esclareceu que a situação vai ser alvo de análise pelos serviços e que, caso se justifique, “serão tomadas as medidas necessárias” com vista à resolução do problema.
Moradores da Loja Nova em Vila Franca de Xira reclamam arranjo de estrada

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...