uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Feira Rural do Cartaxo tem conseguido aliar o fomento da economia rural ao apoio social

Feira Rural do Cartaxo tem conseguido aliar o fomento da economia rural ao apoio social

Evento regressou à cidade e vai decorrer no último domingo de cada mês até final do ano
Edição de 30.03.2011 | Economia
A Feira Rural do Cartaxo distribuiu durante o ano passado 12.780 euros em cheques rurais em favor dos cidadãos do concelho beneficiários do cartão sénior municipal que efectuaram compras nessas feiras mensais. Para 2011 a Câmara do Cartaxo, entidade organizadora da feira, mantém os mesmos planos de realizar feiras mensais entre Março e Novembro, em parceria com a Confederação Nacional de Jovens Agricultores de Portugal (CNJ). Com uma candidatura de financiamento aprovada na medida Rede Rural Nacional, a Feira Rural do Cartaxo pode visitar em 2011 as escolas do concelho para sensibilizar os jovens para a realidade do mundo rural, dos produtos daí colhidos e para as boas práticas alimentares e de produção agrícola com preocupações ecológicas. “Uma Quinta na Escola” é o projecto que a CNJ irá levar às escolas. Para o presidente da Câmara do Cartaxo, Paulo Caldas, a feira rural consegue juntar duas características inéditas no país numa organização do género: promover a identidade rural e os produtos cerca de 30 produtores locais, aliando a esse facto um importante apoio social. “Juntamos assim a economia ao social”, concluiu o autarca, durante a conferência de imprensa de apresentação da feira rural para 2011, com a presença de seis dos oito presidentes de junta do concelho. A Feira Rural do Cartaxo contou com nove edições entre Março e Novembro de 2010, no último domingo de cada mês. Um modelo que se repete este ano, com localização junto à praça de touros. A última edição foi no passado domingo.Os cheques rurais têm o valor unitário de um euro. Cada portador do cartão sénior municipal do Cartaxo pôde requisitar uma caderneta com cinco cheques rurais, com aplicação exclusiva nessa feira. Se o cliente quiser pode comprar nessa feira o valor em legumes, frutas e outros produtos correspondente à caderneta mas está impossibilitado de aplicar os cheques nas feiras seguintes. Para tal terá de requisitar nova caderneta. Segundo o vice-presidente Paulo Varanda, que coordena a organização da feira, em 2010 beneficiaram dos cheques rurais 2.556 pessoas, com uma entrega média por feira de 1.420 cheques. A câmara estima que foram beneficiados cerca de 284 cidadãos por mês e perto de 1420 quilos de frutas e legumes entregues.Os produtos hortícolas são os mais representados na feira rural, seguidos do artesanato, dos produtos regionais (doçaria, queijos, enchidos, pão e vinhos), doçaria, floricultura e restauração.Para Luís Miranda, presidente da CNJ, salientou o projecto único que o Cartaxo tem em mãos, iniciado pelo executivo em 2009 a sua expensas. “Esperamos fazer uma maior divulgação da Feira Rural em 2011para que os pequenos produtores possam encontrar alternativas de escoamento dos seus produtos”, afirmou.
Feira Rural do Cartaxo tem conseguido aliar o fomento da economia rural ao apoio social

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...