uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Nova linha de alta tensão entre Carregado e Rio Maior contestada

Edição de 20.04.2011 | Economia
A Câmara de Alenquer deu parecer negativo à construção de uma nova linha eléctrica de alta tensão entre Rio Maior e Carregado (Alenquer), considerando que vai passar por cima de mais aglomerados urbanos do que a actual. O executivo municipal aprovou por unanimidade um parecer técnico da autarquia que é desfavorável ao estudo de impacto ambiental da nova infraestrutura eléctrica, que está em consulta pública até quinta-feira.A nova linha de alta tensão vai atravessar, por via aérea, nove freguesias do concelho numa extensão de 30 quilómetros, afectando mais habitações que a actual linha, refere o parecer, a que a agência Lusa teve acesso. Para a câmara, a linha proposta tem também impactos negativos por passar sobre a Paisagem Protegida da Serra de Montejunto e sobre importantes “áreas vinhateiras”.O estudo de impacto ambiental do projecto, a que a Lusa teve acesso, esclarece que a nova linha vem contribuir para uma “melhoria ambiental”, ao “evitar a sobrepassagem de núcleos urbanos, aglomerados rurais, habitações dispersas e equipamentos públicos”.A futura linha de alta tensão, que ligará as subestações do Carregado e de Rio Maior, vem “reforçar o abastecimento de energia à região da Grande Lisboa, devido à pressão urbana” existente, justifica a Rede Eléctrica Nacional. De acordo com o estudo, em causa está um consumo médio de dois mil megawatts, prevendo-se três mil nos próximos 10 a 12 anos.A nova linha cruza os concelhos de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Caldas da Rainha, Vila Franca de Xira, Azambuja e Rio Maior, ficando a maior área atravessada no concelho de Alenquer.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...